Manchester United deve ter patrocínio de camisa superior a R$ 2 bilhões

Se confirmado, o novo acordo terá um valor recorde na história do futebol e vai estabelecer um novo patamar para os acordos entre os maiores times do planeta e as grandes empresas de material esportivo

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A má fase dentro de campo não está atrapalhando o Manchester United nos bastidores. Entre março e abril, as ações do clube inglês na bolsa de Nova York tiveram uma forte alta e, segundo o jornal britânico The Telegraph, isso aconteceu como consequência do iminente anúncio de um novo patrocínio de uniforme com duração de dez anos no valor de 600 milhões de libras, equivalente a R$ 2,2 bilhões. Detalhe: receita independente do desempenho esportivo.

O atual contrato do United com a Nike vai até o meio de 2015 e durante todo o último ano o clube vem negociando a renovação com a marca norte-americana, mas também avaliando propostas de rivais como Adidas, Puma e Warrior. Até a Umbro, que foi vendida pela própria Nike, teria entrado na concorrência pela camisa do time.

Na atual edição da Premier League, o clube não tem mais chances de se classificar para a Liga dos Campeões e precisa de um milagre até para conseguir uma vaga na Liga Europa. Além disso, o elenco do time está envelhecido e precisa de uma renovação urgente. Mesmo assim, a popularidade do time – estima-se em 600 milhões o número de torcedores pelo mundo – seria o suficiente para conseguir uma oferta com valor recorde após o “leilão” entre as principais marcas.

Se confirmado, o novo acordo terá um valor recorde na história do futebol e vai estabelecer um novo patamar para os acordos entre os maiores times do planeta e as grandes empresas de material esportivo. Dirigentes do clube ainda fazem mistério, mas a alta de 13,59% das ações do United em um mês é um bom indicativo de que um anúncio marcante pode estar mesmo muito próximo.

Fonte: IG

Compartilhar:
    Publicidade