MANTER A COERÊNCIA

Oliveira Canindé tem tantos jogadores de bom nível técnico à disposição que as vezes ele mesmo se complica. Foi assim…

Oliveira Canindé tem tantos jogadores de bom nível técnico à disposição que as vezes ele mesmo se complica. Foi assim no clássico quando resolveu promover a estreia de Daniel Costa no lugar de Rodrigo Pimpão. Queimou a tal ponto o novo reforço diante da torcida americana, que está em dúvida na escolha do substituto de Arthur Maia para o jogo de logo mais na Arena das Dunas. Entre Costa, Rafinha e Adriano Pardal, prefiro o atacante. A experiência dele com a camisa 10 no jogo contra o Nautico foi um sucesso e espera-se que hoje, na retomada das vitórias pela Série B, que Canindé não cometa o deslize de tirar Pardal da equipe. O técnico do Atlético-GO, Marcelo Martelotte, já avisou que vai pra cima do América, mantendo a sua linha de quatro homens ofensivos, ou seja, é o jogo ideal para o “novo meia” alvirrubro imprimir a sua velocidade nos contra-ataques e segurar os goianos no seu campo. O que não pode é ficar mudando a forma de jogar da equipe a cada partida. A coerência deve ser respeitada, até porque Adriano Pardal é diferenciado e na minha modesta opinião, o melhor jogador do time até a chegada de Oliveira Canindé.

DESFALQUES

Dos três desfalques do América para o jogo de hoje, apenas Márcio Passos é o mais regular. Arthur vem devendo uma boa partida há três rodadas, enquanto Val vinha em fase de recuperação. Penso que Tiago Dutra e Denner possuem qualidade para se juntarem a Fabinho e Jean Cléber. Ainda tem o garoto Judson que joga muita bola e sequer foi relacionado.

TRÊS VOLANTES

A expectativa do torcedor alvinegro é de que hoje, finalmente, o técnico Zé Teodoro consiga se livrar do quarto volante e colocar Xuxa de cara no time titular. O meia contratado para ser o camisa 10 vem numa crescente. Entrou nos últimos dois jogos e marcou inclusive o gol de empate contra o Atlético-GO. Rogerinho deve ser opção para o segundo tempo.

TIRO NO PÉ

Quem está em crise é a Ponte Preta e se Zé Teodoro optar pelo volante Michel no lugar de Liel, estará dando um tiro no pé. A melhor coisa no futebol é jogar contra equipes inseguras e nada melhor do que mostrar força no contra-ataque. E somente Xuxa é quem poderá fazer essa ligação rápida e surpreender a Macaca ainda no primeiro tempo. O ABC tem que voltar com esses três pontos.

CARRO OK

Impressionante a administração de Zé Vanildo. Hoje nossa federação está no mesmo nível de uma federação do Sul ou Sudeste do país. Além de bancar todas as despesas dos clubes com viagem, hospedagem e arbitragem, os campeões teem direito a carro ok e uma festa de premiação em grande estilo com troféus para os melhores do campeonato, além da escolha da musa. Quem poderia imaginar tudo isso há sete anos, quando Zé assumiu no lugar de Alexandre Cavalcanti.

EXPLICAÇÃO

O aumento de 57% de público no Campeonato Estadual deve-se por dois motivos. Em primeiro lugar pela grande campanha do Globo, que segundo o pesquisador Marcos Trindade teve uma média de 1.600 torcedores por jogo no estádio Barretão, em Ceará-Mirim. A outra e principal foi a inauguração da Arena das Dunas, que somando os públicos de ABC e América deu uma média de seis mil pagantes.

A SOMBRA DE MAIA

A prova de que Daniel Costa não agradou foi a contratação de Jéferson. O jogador que estava no Boavista-RJ, equipe eliminada pelo próprio América na Copa do Brasil, chega para ser a sombra de Arthur Maia, que não atravessa boa fase. Jéferson também atuou pelo Vasco, Bahia e Avaí e chega juntamente com mais uma aposta da diretoria americana: o atacante Alekito, campeão da Copa Verde pelo Brasilia.

LIBERADO

O goleiro Dida foi liberado pela diretoria do América para resolver assuntos particulares e por isso o reserva de Fernando Henrique será Rafael Roballo. Andrey ainda recupera-se de lesão na perna direita

Compartilhar:
    Publicidade