Marcelo Alencar … O Garibaldi do Rio – Cid Montenegro, empresário (flabcid@uol.com.br)

O Rio de Janeiro para mim é como se fosse Natal. Minha agenda telefônica passa dos quinhentos nomes que vão…

O Rio de Janeiro para mim é como se fosse Natal. Minha agenda telefônica passa dos quinhentos nomes que vão desde amigos moradores em triplex cobertura com heliporto na Delfim Moreira/Leblon ao subúrbio entre outros: Realengo, Madureira, Bonsucesso… Entre outras as favelas nos morros : Vidigal, Borel, Formiga, Rocinha, Macacos. Providencia … Entre outros os municípios : Nilópolis, Caxias, Queimados, Nova Iguaçu, São João do Meriti … na Baixada Fluminense. Lá além de ir no mínimo uma vez por mês, não sou turista porque tenho reuniões de trabalho, tenho escritório, tenho muitos compromissos sociais, visito amigos em hospitais, em maternidades, vou a cartório, participo de calorosas reuniões do Conselho no Flamengo, clube que amo e … não inimigos, mas tem gente que não gosta de mim. O governador Sérgio Cabral me disse em sua casa na rua Aristides Espínola/Leblon que se eu fosse um celular o aparelho era potiguar mas o chip era carioca. kkk. Eu adoro o RJ e fico bem à vontade pois existem duas coisas que o ser humano mata e morre para alcançar : O poder e o dinheiro. O poder está em Brasília e o dinheiro está em São Paulo e eu não adoro nem uma nem outra dessas cidades e sim o Rio. Todavia primeiro nossa Natal e os Vales do Assu e Ceará Mirim minhas raízes paterna e materna com muita honra. Eu sempre aproveito o que de bom a cidade maravilhosa oferece. ( Isso não se conta, mas … eu vou contar. Namoradas cariocas que eu tive, até com raiva o sotaque delas é lindo, encantador kkk) É tanta coisa boa na terra do Cristo Redentor que o espaço não dá para citar. Mas também amargo as coisas tristes que a vida nos obriga. Tenho um amigo de quase 30 anos de nome Marco Alencar (inclusive o deputado Agnelo Alves e Jorge Cunha conheceram aqui). Pois bem. Conhecia o pai dele a quem eu gostava muito de conversar e ouvir suas histórias, aprender. O Dr. Marcelo Nunes de Alencar. Advogado de formação. Foi governador, ministro, senador pelo estado da Guanabara e cassado pelo AI-5 em 1969 e com seu grande amigo Leonel Brizola eleito governador ele foi nomeado prefeito do Rio e depois voltou ao cargo eleito pelo voto popular. Por discordância e sobrevivência política rompeu na vida pública com o líder Brizola a quem nunca deixou de ser amigo pessoal. A convite do governador Mário Covas que foi até a sua residência em São Conrado filiou se ao PSDB de onde nunca saiu. Cheguei em casa segunda-feira e vejo no Jornal Nacional a sua morte. Estive com ele há um mês. Vida limitada, mas lúcido, se alimentando bem e até indo ao Jockey. Botafoguense brincou me dizendo: “Montenegro, dessa vez seu Flamengo cai”. kkk. Ele se revoltava quando falam a ele: “No seu governo não existiu escândalos e o senhor é honesto, parabéns. Ele respondia: Desde quando ser honesto merece parabéns? E concluía: “É como chegar para um aluno e falar: Você nunca matou uma aula, parabéns. Ora, quem cumpre obrigações não é merecedor dos parabéns. Na mesma madrugada fui para o Rio para seu velório no Palácio da Cidade. Abracei o amigo Marco, pai é sagrado e também toda a família. Marco perdeu um pai, o Botafogo perdeu um conselheiro, o Rio perdeu um cidadão, o PSDB perdeu um filiado e a vida pública perdeu um homem público exemplar.

PS. No velório os meus amigos deputados federais (PSDB/RJ) Otávio Leite e Ronaldo César Coelho (irmão do ex-árbitro Arnaldo César Coelho) chegam com o ex-presidente FHC. Minutos depois Ronaldo me chama e diz: “Presidente esse é o Montenegro um amigo de Natal, foi assessor do Garibaldi Alves”. FHC falou: “Gosto muito do Garibaldi, dê o meu abraço”. Eu disse : “Presidente todos do governo Garibaldi são gratos a Vossa Excelência pelas obras e ações de governo que Vossa Excelência realizou no Rio Grande do Norte.” Eu sou amigo do seu filho Paulo Henrique, abrace ele.” Eu falei também: Lá o presidente Henrique Alves vai ser governador e tem o apoio do PSDB”. Ele com a categoria de sempre afirmou: “É eu sei, o Henrique vive o melhor momento da sua carreira, é muito bem articulado com todos e será um grande governador”. Pedi com licença apertei a sua mão e fui para onde eu estava. Quem foi rei não perde a majestade. Para encerrar: Há uns quatro anos eu disse a Dr. Marcelo Alencar: “O senhor é um homem de bem, advogado e fora a presidência da República exerceu todos os cargos … Garibaldi Alves é tudo isso, então o senhor é o Garibaldi do Rio. (risos). Ele de imediato retrucou: “Não Montenegro, ter um milhão de votos em um estado que nem chega a três milhões de habitantes só o Garibaldi” … kkk !!! Assim era ele.

PS. I. A diferença entre PSDB e PT no governo da República começou logo com a primeira dama. Saiu D. Ruth uma intelectual com todo glamour, educadíssima, inteligente e atuante. Entrou uma maracatu, sequer sabia falar nem muito menos se vestir e ainda por cima esposa de mensaleiro chefão, comandante mor e “companheiro’ da turma da Papuda.

PS II: Começa hoje !!! “Patriotismo é o elo sentimental que liga o individuo à pátria, os malfeitore(a)s que estão no poder passam e o hexa é para eternidade”. Nosso povo ama futebol e somos o país do futebol. Mesmo sem os reis: Zico, Pelé, Garrincha, Nilton Santos e outros gênios da bola …. Papa essa taça Brasil!!!

Compartilhar: