Marfinense é alvo de racismo no futebol espanhol e torcedora pode ser banida

Mamadou Koné denunciou ofensas de mulher em partida da Segunda Divisão

Jogador publicou no Twitter a imagem dos gestos racista. Foto: Divulgação
Jogador publicou no Twitter a imagem dos gestos racista. Foto: Divulgação

Mais uma vez o futebol espanhol foi palco de lamentáveis manifestações racistas. A vítima desta vez foi o marfinense Mamadou Koné, que atua como atacante do Racing Santander, time da segunda divisão do país.

Em uma partida do seu time diante do Llagostera, uma torcedora que ficava nas arquibancadas de trás do gol começou a imitar um macaco a fim de ofender o africano. O atacante se revoltou nas redes sociais e denunciou a atitude da mulher.

“A respeito desta senhora, melhor não dizer nada. Ela só já se retrata”.

O Llagostera se manifestou através das redes sociais para esclarecer que a torcedora em questão não é sócia do clube, mas será investigada para que seja banida de entrar no estádio.

Os casos de racismo estão acontecendo com frequência no futebol europeu. Recentemente, o lateral do Barcelona, Daniel Alves, virou manchete em todo o mundo após comer uma banana que lhe foi arremessada pela torcida do Villarreal. Na semana passada, o jogador Constant, do Milan, também foi atingido pela fruta em jogo contra o Atalanta pelo Campeonato Italiano.

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade