Maria UPP estrelará filme pornô e produtor garante que ela tem potencial

Patrícia Alves vai começar a gravar sua 1ª produção pornô na semana que vem

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Depois de protagonizar cenas de sexo com policiais militares de UPPs do Rio de Janeiro, Patrícia Alves, que ficou conhecida como Maria UPP, aceitou o convite para estrelar um filme pornô.

A proposta foi feita diretamente pelo dono da produtora Brasileirinhas, Clayton Nunes.

O proprietário da produtora afirmou que recebeu os vídeos da moça em seu celular e que já havia percebido nela grande potencial para atuar em filmes adultos.

Ao assistir a uma entrevista da Maria UPP a um programa de televisão, Nunes teve certeza e decidiu fazer o convite.

“Os vídeos não mostravam tanto a beleza da Paty. Já pela TV pude notar o quanto ela é bonita, o que aumenta o potencial dela de ser uma estrela do pornô”.

Segundo Nunes, as gravações começam na próxima quinta-feira (22).

Patrícia vai ficar confinada na casa da produtora durante uma semana para as filmagens. Além dela, o filme contará com dois atores e uma atriz. Nunes disse que a morena poderá ainda realizar a fantasia de um fã.

Isso porque ela aceitou participar de um quadro em que internautas se candidatam a ter um dia de ator pornô. O sorteado gravará uma cena com Patrícia. Quanto ao cachê, o empresário faz mistério

Maria UPP ficou conhecida depois de ter imagens de relações sexuais com policiais de UPPs divulgadas na internet. A moça, que prefere o apelido de Patificação, se relacionava com policiais havia mais de cinco anos, geralmente, nas bases das UPPs. Segundo ela, as visitas se estenderam pelas 37 unidades espalhadas pelo Rio.

“Fui a todas as UPPs. Fazíamos no horário de serviço, mas, às vezes, também saímos juntos. A maioria dos policiais eram casados”.

Maria UPP mostrou o rosto, em entrevista à Rede Record, e afirmou que já saiu com mais de mil PMs. Perguntada sobre o motivo, a pernambucana de 23 anos, foi direta.

“Fiz porque gosto de sair com os polícia (sic). Já saí com mais de mil”.

A fama repentina e inesperada fez a família de Patrícia cortar a mesada que recebeu durante os oito anos em que vive no Rio. Mesmo assim, ela não se arrepende.

“Estou com a consciência tranquila, não fiz nada de errado”.

Fonte: R7

 

Compartilhar: