Marido e amante matam mulher e enterram corpo na cozinha de casa

Clemilda teria sido enforcada e enterrada na cozinha do barraco, que foi cimentado pelo pedreiro

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Militar encontrou o corpo de uma mulher enterrada na cozinha de um barraco. A doméstica Efigênia Martins Oliveira, de 35 anos, era casada como pedreiro Geilson Lopes Ferreira, com quem morava em um barraco dentro da comunidade do Jardim Colombo, nas proximidades da favela de Paraisópolis, zona sul da cidade.

Ela suspeitava que o marido tinha uma amante. Na tarde de segunda feira (9), Efigênia seguiu o marido até casa de Clemilda Oliveira de Miranda Souza, de 28, também doméstica, com quem teve uma discussão acusando-a de ser a amante de Geilson.

Segundo Clemilda, ela mantinha relações com Geilson fazia quatro meses e não sabia que ele ainda era casado. Após uma discussão, o pedreiro teria instigado a amante a matar a esposa, argumentando que se ela a deixasse viva, Efigênia acabaria matando-os.

Clemilda teria sido enforcada e enterrada na cozinha do barraco, que foi cimentado pelo pedreiro.

A polícia suspeita de que Clemilda possa ter sido enterrada ainda viva. Os dois suspeitos foram presos pela Polícia Militar e serão autuados em flagrante por homicídio e ocultação de cadáver. Geilson já tem passagem por porte de uma sub-metralhadora.

As investigações estão sendo conduzidas pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Fonte: R7

Compartilhar: