Marquezine assume que gostou de ser cantada por professora

A cena irá ao ar no dia 9 de abril, quando Clara (Giovanna Antonelli) pedir um conselho para a sobrinha

marsdgergrdgher

“Em Família” continuará batendo na tecla do relacionamento amoroso entre mulheres. Depois de Helena (Julia Lemmertz) revelar que cogitaria ter um affair com alguém do mesmo sexo, será a vez de Luiza (Bruna Marquezine) confessar que gostou de ser assediada por uma professora.

A cena irá ao ar no dia 9 de abril, quando Clara (Giovanna Antonelli) pedir um conselho para a sobrinha.

— Me diz uma coisa, você que tem 18 anos e que convive com gente dessa idade. Você se acha capaz de amar uma outra mulher? Amar no sentido carnal, sexual?

— Se eu teria tesão por outra mulher?, perguntará a estudante.

— Isso. Já teve? Ou já sentiu que alguém tem por você?

— Já senti sim. Tive uma professora de literatura que quando a gente conversava não tirava os olhos da minha boca. Eu chegava a ficar sem jeito. Nunca fez mais do que isso. Nunca me tocou. Nunca se declarou. Era incrível! Eu me sentia completamente nua e desejada só de ela olhar para a minha boca. Ficava sem jeito no começo, mas… depois de um certo tempo eu comecei a gostar de ser olhada por ela dessa maneira. Me atiçava. Mexia comigo.

Clara, então, perguntará se Luiza tem preconceito. “Ah, não. Zero de preconceito. Eu gosto de homem, mas quem me garante que vai ser sempre assim? Posso mudar”, responderá a jovem. “Como eu sinto que estou mudando”, concluirá a esposa de Cadu (Reynaldo Gianecchini).

 

Fonte: Yahoo

Compartilhar:
    Publicidade