Primeiro dia de 2014 teve nove execuções no Rio Grande do Norte

Após um ano com recorde no número de homicídios, nova temporada já começa com vários mortos

Anderson Pereira da Silva Dias foi o primeiro morto do ano em Mossoró. Foto: O Câmera
Anderson Pereira da Silva Dias foi o primeiro morto do ano em Mossoró. Foto: O Câmera

Alessandra Bernardo
Repórter

O primeiro dia de 2014 foi marcado por, pelo menos, nove execuções em todo o Rio Grande do Norte, conforme informações da Polícia Militar e Instituto Técnico Científico de Polícia do Estado (Itep/RN). Os crimes, ocorridos nos municípios de Natal, Mossoró, São Gonçalo do Amarante e Ceará-Mirim, aconteceram principalmente durante a madrugada e a manhã de ontem.

A primeira execução aconteceu minutos após a virada do ano, em Ceará-Mirim, na Região Metropolitana de Natal. A vítima, identificada como José Henrique Moura de Castro, comemorava a festa de réveillon com familiares e amigos quando foi abordado por dois homens na porta de sua residência, na Rua São Joaquim, bairro de São Geraldo. Os assassinos dispararam várias vezes contra o rapaz, de 22 anos, e fugiram em uma motocicleta.

Atordoados com a execução, as pessoas que estavam na festa comunicaram a execução à Polícia Militar, que fez o isolamento do local e as primeiras diligências em busca dos assassinos, sem sucesso. Apesar do clima de comoção, nenhum dos presentes soube informar detalhes do crime ou o que pode ter motivado o assassinato do rapaz.

Já a primeira execução registrada no Oeste potiguar aconteceu em Mossoró, por volta das 3h da madrugada, quando a vítima caminhava em direção a uma festa em comemoração à passagem do ano novo.

Segundo o comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar, major Correia Lima, o assassinato pode ter sido causado por uma vingança, pois a vítima Anderson Pereira da Silva Dias, de 19 anos, teria envolvimento em um homicídio e estupro no município, crimes cometidos há alguns meses.

No momento da execução, a vítima caminhava pela Rua Mário Lúcio de Medeiros, no bairro Alto da Pelonha, quando foi atingido por tiros efetuados por desconhecidos. “Ele foi baleado com, pelo menos, três disparos de arma de fogo por volta das 3h. Inclusive, um deles atingiu o rosto do rapaz”, explicou o major.

E ontem, também foi registrada a primeira morte de mulher no Rio Grande do Norte, ocorrida no bairro Cidade da Esperança, em Natal. Elifábia Batista dos Santos, de 32 anos, foi executada com vários tiros na cabeça, quando estava em um estabelecimento comercial em frente ao Terminal Rodoviário da Capital, na Avenida Capitão Mór-Gouveia.

O crime aconteceu por volta das 23h de ontem, quando um desconhecido parou um veículo vermelho próximo ao local onde a vítima estava, desceu do carro e atirou contra Elifábia, que morreu na hora. Várias pessoas testemunharam a execução, mas não conseguiram identificar o assassino, que fugiu em seguida.

 

Morto carregava mala cheia de dinheiro

E um mistério envolve a execução de Lucas Felipe da Silva, de 19 anos, morto com mais de dez tiros ontem à noite em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana. Segundo o delegado de plantão da Zona Norte, Jorge Lobo, quando foi atacado, o rapaz levava uma mala cheia de cédulas de dinheiro, que foram todas roubadas por moradores próximos ao local do crime, ocorrido na Rua das Acácias, no loteamento Cidade das Rosas.

Conforme o delegado, o dinheiro roubado pode ser fruto da venda de drogas na região, porque a vítima teria envolvimento com o tráfico de entorpecentes e foi morto com vários disparos de pistola. “O crime apresenta características de execução sumária e, como ele era traficante, acreditamos que ele tenha sido executado em decorrência dessa atividade”, explicou.

Apesar da chegada rápida dos policiais militares do 4º Batalhão, não foi possível descobrir quem efetuou os disparos contra Lucas Felipe, tampouco identificar as pessoas que saquearam a mala que a vítima carregava na hora da execução. Ainda não se sabe quem pode ter planejado a execução de Lucas Felipe, que será investigada pela delegacia da zona Norte.

Compartilhar: