Max dá soco em Pimpão e acaba suspenso e multado pelo América

O fato teria ocorrido no intervalo, numa discussão entre os dois atacantes que acabou em agressão. Saída de Max pune o próprio time.

Pimpão lamentas o soco levado no vestiário por um companheiro de time. Foto: Divulgação
Pimpão lamentas o soco levado no vestiário por um companheiro de time. Foto: Divulgação

O clima ficou pesado depois da terceira derrota do América-RN dentro do Campeonato Brasileiro da Série B, desta vez para o Paraná, por 3 a 2, na Arena das Dunas. No intervalo, o temperamental Max se estranhou com Rodrigo Pimpão e os dois saíram nos empurrões e socos.

Max, chamado de “Homem de Pedra” foi suspenso por dois jogos e terá 30% de multa em seus salários. Desta forma, ele não atuará contra o Atlético Paranaense, no meio de semana, pela Copa do Brasil, e no fim de semana diante do Avaí, pela Série B. No caso, quem será prejudicado é o clube, que não terá um titular em campo. UM erro, portanto, da diretoria.

O vice-presidente de futebol, Ricardo Bezerra, minimizou o ocorrido, mas considerou como “uma discussão normal de futebol e que esquentou com a agressão. Isso não admitimos no clube, por isso já punimos o Max”, comentou.

Pimpão, que marcou um dos gols do time no segundo tempo – tinha perdido duas chances no primeiro e outra no segundo – lamentou o ocorrido.

“Veja como ficou meu rosto. Nós temos que brigar no bom sentido, para acertar alguns detalhes aqui dentro. Mas não para prejudicar o time, que deve estar em primeiro lugar. A gente deve evitar estas brigas internas e lutar em prol da equipe”, disse Pimpão, ex-Vasco, que foi cogitado pelo Fluminense, nesta semana, depois que Magno Alves, do Ceará recusou o convite. Ele divide a artilharia da Série B com Jael e Magno Alves, todos com 10 gols.

A derrota deixou o Mecão com 23 pontos, em 15.º lugar, não muito distante dos times ameaçados pelo rebaixamento. Na Copa do Brasil, o Mecão vai levar para Curitiba uma ampla vantagem, porque venceu por 3 a 0, em casa, e poderá perder por 2 a 0, fora, para chegar às quartas-de-final, fato inédito na história.

De acordo com Ricardo Bezerra, vice-presidente de futebol do clube, o “Homem de Pedra” teria dado um “chega pra lá” em Pimpão durante uma discussão no vestiário, o que resultou em um olho roxo para o artilheiro.

Fonte; Futebol Interior

Compartilhar: