Mecânico morto em Parnamirim a marretadas pela esposa sofria ameaças

Polícia ainda não tem pistas do paradeiro da suspeita do crime

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A polícia ainda não tem pistas do paradeiro de Josefa Maria de Lima, suspeita de ter assassinado o marido Milton Pedro da Silva com golpe de marreta. O crime ocorreu na noite da sexta-feira (16), no bairro Passagem de Areia, em Parnamirim, região Metropolitana. Segundo testemunhas, a vítima resolveu sair de casa naquela noite por que sofria ameaças de morte.

De acordo com o laudo preliminar do ITEP o mecânico da Base aérea de 40 anos, sofreu golpes na nuca e na cabeça e foi pego de surpresa enquanto estava de costas sem chance de defesa. A reportagem conversou com uma testemunha moradora da mesma rua onde ocorreu o fato. O homem, que preferiu não ser identificado, revelou que a vítima vinha sofrendo ameaças de morte que partiam da companheira e por esse motivo resolveu deixá-la.

“Ele me procurou ainda na tarde da sexta para me dizer que não estava mais aguentando a vida daquela forma e que sairia de casa para não ser concretizado o que a mulher prometia fazer, que era matá-lo. Havia muita discussão entre eles e ouvíamos tudo isso, mas não acreditávamos que chegaria a tal ponto”, relatou.

A testemunha ainda destacou que a suspeita fez questão de dizer que tinha cometido o crime anunciando na rua para todos que passavam pelo local. A mulher fugiu a pé e sem deixar pistas, diligencias foram feitas e buscas ainda Estão sendo realizadas. O boletim de ocorrência assim como o relatório do delegado de plantão da zona Sul sobre o crime foi enviado na manhã desta segunda-feira (10) para a 1º delegacia de Parnamirim onde deverá ser instaurado um inquérito que investigará a morte.

Fonte: Portal BO

Compartilhar:
    Publicidade