Médica é presa por mandar cortar pênis do noivo após ele romper casamento

Para cometer o crime, ela teria contratado dois homens que arrancaram o membro da vítima na frente de seu irmão, que desmaiou

u5u56u5ss

A médica Myriam Priscilla de Rezende Castro, de 34 anos, foi presa na noite desta terça-feira, 1º, em Pirassununga, no interior paulista, quando deixava o condomínio de luxo em que morava rumo a um hospital onde trabalhava como clínica geral.

Myriam pegou 6 anos de cadeia em regime fechado por mandar cortar o órgão genital do noivo após ele romper o casamento, em 2002, faltando apenas três dias para a cerimônia em Juiz de Fora (MG). Ela foi condenada em 2009 e conseguiu, por meio de recursos, seguir livre até o ano passado, quando a decisão foi mantida em última instância e passou a ser considerada foragida.

Para cometer o crime, ela teria contratado dois homens que arrancaram o pênis da vítima na frente de seu irmão, que desmaiou. Myriam foi condenada por lesão corporal gravíssima, sendo mandada para uma penitenciária feminina de Belo Horizonte de onde será transferida para cumprir a pena no presídio em Juiz de Fora.

 

 

Fonte: Estadão

Compartilhar:
    Publicidade