Médico caminha quase 10 km durante nevasca para fazer cirurgia de emergência

Para não perder a cirurgia, Hrynkiw decidiu enfrentar o frio intenso e caminhar na neve

O médico Zenko Hrynkiw conseguiu chegar a tempo de salvar a vida do paciente. Foto: WBRC-TV
O médico Zenko Hrynkiw conseguiu chegar a tempo de salvar a vida do paciente. Foto: WBRC-TV

O médico Zenko Hrynkiw precisou caminhar quase 10 km durante uma tempestade de neve no Estado do Alabama, nos Estados Unidos, para fazer uma neurocirurgia de emergência que salvou a vida de um paciente.

Na última terça-feira (28), Hrynkiw estava no hospital Brookwood Medical Center, em Birmingham, quando foi chamado para fazer a cirurgia no hospital Trinity Medical Center, na mesma cidade. O médico está acostumado a fazer o percurso de carro, mas, por causa de uma nevasca que caía naquela momento, seria impossível chegar a tempo.

A neve fechou o trânsito local e deixou os motoristas presos. As autoridades do Alabama declararam estado de emergência somente em uma parte da região e deixaram a região de Birmingham sem o equipamento necessário para retirar toda a neve das ruas.

Para não perder a cirurgia, Hrynkiw decidiu enfrentar o frio intenso e caminhar na neve. Ele saiu de um hospital às 10h45 e duas horas depois já estava no centro cirúrgico. Ele chegou até mesmo a receber e analisar, via telefone celular, um exame do paciente.

Hrynkiw é o único neurocirurgião do hospital e, se não fosse sua iniciativa, o paciente não estaria vivo.

“Ele tinha 90% de chance de morrer. Se não fosse operado, certamente estaria morto e isso não podia acontecer no meu turno”, afirmou o médico.

Segundo o enfermeiro Steve Davis, responsável pelo setor neurológico do hospital, Hrynkiw é um homem muito dedicado.

“Quando eu o vi chegando, tudo o que pude falar foi: ‘você é um bom homem'”, contou.

 

Fonte: Uol

Compartilhar: