Médico famoso vai se submeter à terapia gay em busca da cura

Tratamento inclui choques elétricos, indução de náusea, orações, exorcismo, hipnose e visitas a bordéis com mulheres

O médico Christian Jessen, de 36 anos, que apresenta em TV britânica o programa “Embarrassing Bodies”, decidiu se submeter a uma série de controvertidas terapias para “curar a homossexualidade”. A iniciativa faz parte de um documentário que está sendo produzido pelo Channel 4, com o título de “Cure Me, I’m Gay”.

Jessen, que vive uma relação gay estável de longa data, decidiu se submeter aos tratamentos por considerar que, como médico, terá melhores condições de analisar o antes e o depois.

Tratamentos “contra a homossexualidade”, que são defendidos por alguns grupos religiosos e da extrema-direita, incluem choques elétricos, indução de náusea após sessão de material visual homoerótico, orações, exorcismo, hipnose e visitas a bordéis para sexo com mulheres.

No documentário, Jessen vai conversar com pacientes que procuraram médicos interessados em “curar a homossexualidade” e com pessoas que alegam ter sido “curadas”.

Em entrevista ao site da entidade Ditch The Label, o britânico da TV disse sofrer preconceito por ser um médico gay.

regre

 

Fonte: O Globo

Compartilhar:
    • Francinete Amorim

      Ora, ele quer ser cobaia… e ai??