Médicos de Natal decidiram pela retomada da greve na noite de ontem

A proposta da Secretaria Municipal de Saúde foi rejeitada pelos médicos e incluí a incorporação das gratificações em três parcelas até 2016

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em assembleia realizada na noite de ontem (09), no Sindicato dos Médicos do RN – Sinmed RN, os profissionais da rede municipal de saúde decidiram pela retomada da greve que estava temporariamente suspensa, em virtude das negociações com a prefeitura. A paralisação foi deflagrada no último dia 26 de maio e cobra melhores condições de trabalho e incorporação de parte das gratificações aos salários.

Em assembleia anterior os profissionais decidiram pela manutenção do estado de greve com retorno ao trabalho até uma nova audiência com o prefeito Carlos Eduardo, que ocorreu na última sexta-feira. A proposta da Secretaria Municipal de Saúde foi rejeitada pelos médicos e incluí a incorporação das gratificações em três parcelas até 2016. Segundo o secretário, Cipriano Maia, as unidades de saúde devem ser reabastecidas com medicamentos até o fim de julho, no entanto, não há nenhuma previsão para as reformas estruturais e compra de outros itens necessários.

Os médicos concordam com a proposta de envio de projeto de lei à Câmara Municipal para a reabertura do prazo de adesão ao plano de cargos da categoria, e o pagamento dos adicionais de insalubridade devidos. No entanto, o Sinmed RN envia hoje à SMS uma contraproposta que inclui incorporação das gratificações em parcela única para o mês de agosto, a atuação de uma comissão de médicos para a criação de um plano que busque a implantação do piso Fenam, piso salarial da Federação Nacional dos Médicos, até o ano de 2018; e demandas relativas a melhores condições de trabalho, abastecimento e recuperação estrutural das unidades de saúde.

 

Compartilhar:
    Publicidade