Mega da Virada já tem 260 milhões de apostas que podem ser feitas até 14h

Sorteio faz parte do concurso especial de Ano Novo da Mega-Sena, que deve pagar prêmio de R$ 200 milhões

Caixa administra dez jogos: Mega-Sena, Quina, Dupla Sena, Instantânea, Lotogol, Timemania, Lotomaria, Loteria Federal, Loteca e Lotofácil. Foto: Divulgação
Caixa administra dez jogos: Mega-Sena, Quina, Dupla Sena, Instantânea, Lotogol, Timemania, Lotomaria, Loteria Federal, Loteca e Lotofácil. Foto: Divulgação

A Caixa Econômica Federal já vendeu, até às 10h desta segunda-feira (30), aproximadamente 66 milhões de bilhetes para a Mega da Virada, o que significa que mais de 260 milhões de apostas foram feitas para o prêmio. O sorteio faz parte de um concurso especial de Ano Novo da Mega-Sena, que deve pagar um prêmio de R$ 200 milhões no 1º de janeiro de 2014.

O sonho de milhares de brasileiros de ter o valor em sua conta bancária faz com que extensas filas se formem nas caixas lotérias. As apostas podem ser feitas até às 14h (horário de Brasília) de terça-feira (31). O sorteio será feito às 20h25 com transmissão pelos canais de televisão aberta para todo o Brasil.

As apostas na Mega da Virada custam o mesmo que a aposta regular da Mega Sena, R$ 2. Se não houver acertadores das seis dezenas, o prêmio será dividido entre os que acertarem cinco números. A CEF alerta aos apostadores que só o comprovante original da aposta garante o recebimento do prêmio.

Mega da Virada

O prêmio desta edição da Mega da Virada, estimado em R$ 200 milhões, é mais que o dobro do recorde do ano. A maior bolada de 2013 saiu no dia 6 de novembro. Um bilhete de Mauá, na Grande São Paulo, faturou sozinho R$ 80,5 milhões. Se apenas um sortudo abocanhar o prêmio de R$ 200 milhões e decidir se aposentar, receberá R$ 1,2 milhões ao mês se investir na poupança, o equivalente a cerca de R$ 40 mil por dia.

O primeiro sorteio da Mega da Virada aconteceu em 2009, no concurso nº 1.140. Dois ganhadores dividiram o prêmio de R$ 144,9 milhões – um deles era de Santa Rita do Passa Quatro, em São Paulo e outro de Brasília. Em 2012, três apostadores racharam R$ 244,7 milhões, um de Aparecida de Goiânia, em Goiás, um de Franca, em São Paulo e um da capital paulista.

 

 

Fonte: iG

Compartilhar: