Menina de 13 anos mata mulher taxista com ajuda da mãe e do namorado

Vítima de 69 anos foi executada a facadas e teve o rosto desfigurado

Mulher ficou quase 24 horas desaparecida. Foto: Divulgação
Mulher ficou quase 24 horas desaparecida. Foto: Divulgação

A morte de uma taxista de 69 anos na cidade de Guanhães, no Vale do Rio Doce, chocou a população da região. Luzia Carvalho da Silva foi encontrada morta na última quinta-feira (24). O crime foi cometido por uma menor de apenas 13 anos, que teve a ajuda do namorado, de 17, e da mãe dela, uma mulher de 38 anos. Os suspeitos confessaram o homicídio.

De acordo com a PM, Luiza desapareceu na quarta-feira (23). Depois de horas de buscas, ela foi encontrada em uma casa abandonada no distrito de Barreira de Cima, zona rural de Guanhães. A vítima estava amarrada, com o rosto desfigurado por pauladas e apresentava marcas de várias facadas.

Os militares passaram a interrogar moradores da região e fizeram várias diligências que acabaram apontando para a participação de Irene Pereira, de 38 anos. Ela foi detida na cidade vizinha de São João Evangelista. Para a guarnição, a mulher alegou que foi obrigada a participar da ação criminosa e que somente amarrou Luzia. Ela ainda contou eles pretendiam roubar o carro da taxista para irem até a Bahia.

A adolescente e o namorado dela foram apreendidos poucas horas depois, já em Guanhães, na casa da avó da menor. O rapaz relatou que entrou no automóvel acompanhado das duas e colocou a faca no pescoço da vítima, anunciando o assalto. Eles levaram Luzia até o imóvel abandonado, onde cometerem o homicídio e fugiram rapidamente.

Irene está presa no presídio da cidade. Já os adolescentes foram apreendidos e vão responder ao ato infracional cometido.

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade