Menina de 8 anos é a 1ª a se curar de um câncer terminal no cérebro

Segundo ela, a família se considera a mais sortuda do mundo e acredita que um verdadeiro milagre aconteceu

Claudia Burkill, oito anos de idade. Foto: Divulgação
Claudia Burkill, oito anos de idade. Foto: Divulgação

A pequena Claudia Burkill, oito anos de idade, diagnosticada com câncer terminal, tornou-se a primeira pessoa no mundo a superar a doença, de acordo com informações do site Daily Mail desta quarta-feira (11).

Desde os cinco anos de idade, a menina lutou contra o pineoblastoma metastático, e seus pais já haviam sido informados que a filha teria não teria muitos dias de vida, mas tudo mudou

A doença é uma forma extremamente rara de câncer cerebral com taxa de sobrevivência de menos de 5% em todo o mundo.

Depois de ser diagnosticada, Claudia começou a realizar um tratamento experimental que envolveu 44 sessões de radioterapia.

De acordo com a mãe da menina, Andrea Burkill, desde o primeiro diagnóstico, ela e seu marido viviam com a sensação de que a qualquer momento Claudia iria morrer.

“No dia em que soubemos da remissão [do câncer], foi o primeiro momento que nos sentimos livres. Foi a primeira vez que conseguimos olhar para a nossa filha com esperança e com vontade de planejar o futuro.”

Segundo ela, a família se considera a mais sortuda do mundo e acredita que um verdadeiro milagre aconteceu.

“Não há mais sinais do tumor e nem de qualquer disseminação dele. Claudia foi a primeira pessoa a sobreviver a este câncer e, por isso, nos sentimos abençoados.”

Fonte: R7

 

 

Compartilhar:
    Publicidade