Menina de 9 anos mata instrutor de tiro com submetralhadora israelense

Ele estava ao lado enquanto ensinava a criança a operar a arma

O homem tinha 39 anos. Foto: Divulgação
O homem tinha 39 anos. Foto: Divulgação

Uma garota de nove anos acidentalmente matou seu instrutor em um stand de tiro com uma submetralhadora de fabricação israelense Uzi, quando o forte coice da arma fez a menina perder o controle do alvo, afirmou a polícia nesta terça-feira (26).

Charles Vacca, de 39 anos, estava ao lado da menina no stand de tiro Last Stop em White Hills, perto da divisa com o Estado de Nevada na manhã de segunda-feira (25), ensinando a criança a operar a arma automática.

Quando ela apertou o gatilho, o coice provocado com o disparo forçou-a a levar a arma para cima da cabeça e Vacca foi alvejado na cabeça, de acordo com um comunicado da Delegacia do Condado de Mohave.

Vacca foi levado de helicóptero para Las Vegas, onde foi declarado morto. Um porta voz do departamento de polícia disse não saber quantas vezes Vacca foi alvejado ou o modelo da Uzi que era utilizado pela garota.

Alguns modelos são capazes de emitir 1700 tiros por minuto, ou 30 tiros por segundo, de acordo com o website da fabricante.

A garota, que não foi identificada pela polícia, estava no stand de tiro acompanhada de seus pais.

O Last Stop, um complexo que inclui um restaurante, bar e camping para trailers, tem um programa “Burgers and Bullets” (Hambúrgueres e balas) que oferece a seus clientes um almoço com visita ao stand de tiro, onde podem escolher entre mais de 20 armas automáticas para atirar, de acordo com o website.

Fonte: R7

Compartilhar: