Menina de três anos, acredite, fala cinco idiomas e viaja o mundo de bicicleta

Naila nasceu na estrada durante uma viagem de bicicleta e percorre o mundo com os pais. Entre os idiomas aprendidos está o português

Naila nasceu durante a aventura dos pais  (Foto: Tiago Novaes/BBC)
Naila nasceu durante a aventura dos pais
(Foto: Tiago Novaes/BBC)

Naila, filha da espanhola Olga Avila Martorell e do alemão Christian Riedke, já fala um número de idiomas maior do que tem de idade. Aos três anos, ela fala espanhol e catalão, línguas da mãe, alemão, oriundo do pai, inglês e, ainda, um significativo repertório de português. “Outro dia, ensaiou algumas expressões em tailandês. Como não entendemos nada, ela não insistiu”, contou o pai, em entrevista ao site da BBC Brasil.

Naila passou a maior parte de sua vida na estrada. Seus pais, um matemático e uma turismóloga, passaram seis dos últimos nove anos pedalando de bicicleta em duas grandes viagens, totalizando 40 países ao redor de todos os continentes, e tiveram a menina durante a aventura. A criança ainda mistura os idiomas, mas aos poucos está aprendendo a diferenciá-los.

Agora, com a companhia da menina, o casal tenta maneirar um pouco no pedal, passando apenas algumas horas na bicicleta para que Naila não se canse. “Não é qualquer criança que toparia. Naila é tranquila e paciente”, comenta Olga. “Ainda assim, não podemos passar horas contemplando uma paisagem. Naila não se interessa por paisagens.”

Munidos de roupas, fogareiro, sacos de dormir e uma tenda, o casal já atravessou a África de norte a sul, visitou a maioria dos países da Améria do Sul, inclusive as pouco conhecidas Guianas, passaram pela Europa e Ásia e, ainda, chegaram à Nova Zelândia, no continente da Oceania.

O Brasil foi um destino recorrente do casal, que já pedalou por Salvador também. Apesar da areia não ajudar as bicicletas, as belas paisagens lhes mantinham animados.

A aventura, no entanto, tem data para encerrar. Em julho deste ano, a família retorna à cidade de Friburgo, na Alemanha, onde Christian retornará a dar aulas de matemática. “Estamos receosos. Será difícil enfrentar a rotina”, reconhece Christian. Olga está se preparando para receber as possíveis críticas sobre a criação da filha, mas os pais estão certos de que a experiência foi a melhor possível para Naila. “Ela poderá não se lembrar do que viveu, mas, sem dúvida, se sentirá em casa quando estiver em meio à diversidade”, conclui o pai.

 

Fonte: Correio 24h

Compartilhar: