Menina que matou instrutor disse que arma era muito poderosa

O caso foi classificado como um "acidente industrial" pela polícia

Um vídeo dos momentos que antecederam o acidente mostra o instrutor orientando a garota de short rosa enquanto ela mira um alvo com a submetralhadora. Foto: Divulgação
Um vídeo dos momentos que antecederam o acidente mostra o instrutor orientando a garota de short rosa enquanto ela mira um alvo com a submetralhadora. Foto: Divulgação

A menina de 9 anos que matou a tiros um instrutor com uma submetralhadora uzi na semana passada disse à mãe que a arma era pesada demais para ela segurar e que tinha machucado seu ombro, segundo o relatório do xerife divulgado nesta terça-feira.

A família da garota também não percebeu de imediato que o instrutor, de 39 anos de idade, Charles Vacca, tinha sido atingido pela arma, informou o relatório do gabinete do xerife do condado de Mohave.

Vacca estava mostrando à menina como disparar uma uzi no Arizona Last Stop, em White Hills, na semana passada, quando o impulso fez com que ela perdesse o controle da arma de alta potência, disse o xerife.

Vacca foi atingido por pelo menos uma bala e morreu mais tarde, em um incidente que provocou um debate sobre a opção de dar às crianças o acesso a armas de fogo de alta potência, mesmo em um ambiente controlado para teste de tiros.

O escritório do xerife disse que nenhuma acusação criminal foi aberta ao que foi descrito como um “acidente industrial”. Autoridades de saúde e segurança no trabalho do Estado abriram suas próprias investigações.

A mãe da menina, que estava visivelmente abalada, disse aos policiais que imediatamente após o tiroteio, sua filha “se virou para ela (e) disse que a arma era demais para ela e que machucou o ombro”, de acordo com o relatório.

“(A mãe) disse que ninguém sabia que Vacca tinha sido baleado até que o outro instrutor correu”, escreveu um oficial.

Quando os policiais chegaram, encontraram Vacca no chão ainda respirando e gemendo enquanto outro homem aplicou uma toalha na cabeça. O sangue cobria a mesa dobrável que estava ao lado dele.

Um vídeo dos momentos que antecederam o tiro, divulgado pelo escritório do xerife e que circula na internet, mostra Vacca dando instruções à uma garota de short rosa enquanto ela mira um alvo com a uzi.

Ele é ouvido incentivando a menina a atirar antes de dizer a ela: “Tudo bem, totalmente automático”. A arma, em seguida, desencadeia uma série de tiros até que a imagem é cortada.

O Arizona Last Stop é um polo turístico que inclui restaurante, bar, parque de estacionamento para trailers, decorado com pinturas de armas de fogo, buracos de bala do falso e alvos e um mural mostrando Sylvester Stallone com uma arma em punho no filme “Rambo”.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade