Menino de dez anos “furta” carro dos pais, é parado e diz que é “um anão”

Ele saiu de carro na manhã de quarta-feira (12) e chegou a dirigir por 10 quilômetros antes de sair da pista

Audun e Miran Østgård mostram carro que o filho de dez anos deles furtou. Foto:Divulgação
Audun e Miran Østgård mostram carro que o filho de dez anos deles furtou. Foto:Divulgação

Um menino de dez anos resolveu visitar os avós que vivem a cerca de 60 quilômetros de sua casa na Noruega. Em vez de pedir para um adulto o levar até lá, o moleque pegou a irmãzinha de 18 meses, encontrou a chave do carro da família e, sozinho, resolveu dirigir até lá.

Claro que a aventura não deu certo e quando o garoto foi parado por um motorista afirmou que, na verdade, era um anão que tinha esquecido a habilitação em casa.

O menino vive em Dokka, a 110 quilômetros de Oslo, com os pais, Miran e Audun Østgård, e queria visitar os avós que vivem em Valdres. Ele saiu de carro na manhã de quarta-feira (12) e chegou a dirigir por 10 quilômetros antes de sair da pista. Um motorista de um veículo limpa-neve o encontrou.

“Vi um carro fora da pista, antes das 6h da manhã, e fui ver o que estava acontecendo. Encontrei o garoto e sua irmã e achei que tinha mais alguém com eles”, contou o motorista Bjorn Hagen ao jornal “Oppland Arbeiderblad”. “Fiquei chocado quando vi que eles estavam sozinhos.”

Hagen então chamou a polícia. Como precisou voltar ao trabalho, chamou um colega, Harald Storsveen, para ficar com as crianças.

“O menino era bem quieto e me disse que na verdade era um anão, bem mais velho do que parecia”, contou Storsveen. “Esse garoto, quando crescer, vai poder ser o que quiser neste mundo. Ele enrolou bem a irmãzinha em roupas grossas para ela não passar frio e não mostrou nenhum sinal de medo.”

A polícia não registrou queixa contra o garoto, apenas conversou com os pais do jovenzinho.

“Os pais dele acordaram e viram que o carro e as crianças tinham sumido. Eles ficaram bem irritados, como vocês podem imaginar”, disse o porta-voz da polícia, Baard Christiansen. “Tenho certeza que agora eles prestarão mais atenção nos filhos e no local onde guardam as chaves do carro.”

A mãe do menino, Miran Østgård, contou ao jornal “Oppland Arbeiderblad” que ainda não entendeu porque o menino pegou o carro da família para dar uma volta. Ela disse que o garoto nunca tinha dirigido na vida e que, apenas, havia segurado o volante do carro no seu colo.

“Ainda não conversamos muito sobre o assunto, mas ele tem consciência do que fez depois de ver como ficamos tristes com a história”, afirmou.

As duas crianças não se feriram na aventura e nem danificaram o carro da família. O menino vai ter de esperar mais oito anos até ter idade suficiente para tirar sua habilitação e dirigir até a casa dos avós.

Fonte:Bol

Compartilhar:
    Publicidade