Menos, Dilma

Dilma Rousseff vive um mundo de sonhos e ilusões. A presidenta (como gosta de ser chamada para reforçar a condição…

Dilma Rousseff vive um mundo de sonhos e ilusões. A presidenta (como gosta de ser chamada para reforçar a condição de feminilidade) habita um Brasil virtual sem crise na saúde e na segurança pública, onde tudo funciona bem e a população com suas necessidades básicas atendidas.

No imaginário de Dilma Rousseff os hospitais e delegacias estão equipados e funcionando na sua plenitude. Esta é a impressão que fica após pronunciamentos da presidenta através de cadeia de rádio e televisão.

Mas o Brasil real é outro totalmente diferente. A população sofre nos hospitais públicos sem médicos, exames e remédios. Nas cidades e no campo não existe tranquilidade e as pessoas estão reféns da bandidagem. Onde estão os programa do Governo Federal para combater a guerra civil instalada no País? O “Mais Médicos” aumentou e melhorou o atendimento à população ou serve apenas para reforçar o caixa do Governo Cubano em detrimento a profissionais de medicina daquele País caribenho que aqui estão em regime de escravidão?

Ou ainda, para potencializar a candidatura de Dilma Rousseff à reeleição, ameaçada de fracasso porque o eleitorado cansou do estilo PT de governar?

Não se pode negar que houve avanços nos governos petistas, notadamente no comando do então presidente Lula, mas ir à televisão dizer que a população está sendo atendida nas suas necessidades é no mínimo tentar enganar o povo num ano eleitoral quando o principal objetivo é a reeleição.

Menos, Dilma Rousseff.

Contra abate de jumentos

Leleu Fontes, vereador de Caicó, revela-se defensor dos animais. Ele apresentou requerimento visando evitar o abate de jumentos proposto pelo promotor Sílvio Brito, segundo o promotor, como forma de diminuir acidentes em rodovias do Estado e suprir cadeias públicas de carne de muares para o consumo de presidiários. O polêmico vereador entende que a proposta do promotor infringe a Constituição Federal e constrange a sociedade. Leleu está tendo o apoio de entidades defensoras dos animais e de significativa parcela da população.

Caos total

A administração do Arena das Dunas precisa melhorar muito o atendimento aos desportistas que assistem os jogos e à própria imprensa. O estacionamento é um tumulto e dentro do estádio ninguém se entende. Sem se falar no grave problema da chuva que molha todo mundo. É preciso simplificar as coisas em vez de complicar. Um verdadeiro caos.

Secretário e delegado

O empresário norte-rio-grandense Edmilson Pereira foi indicado Primeiro Secretário e delegado representante da Federação Nacional das Empresas de Limpeza Ambiental (FEBRAL). A eleição de chapa única acontecerá no próximo dia 13 em Brasília.

– O segmento médico do Rio Grande do Norte trabalha para eleger um deputado estadual nas eleições deste ano. Edilson Carlos é o nome. Objetivo: ampliar a bancada médica no Parlamento Estadual, que já conta com Getúlio Rêgo, Vivaldo Costa, Leonardo Nogueira e Antonio Jácome. Este último, candidato a deputado federal, representando o segmento evangélico, que pela primeira vez na história política do Estado poderá ter um representante na Câmara Federal.

– Com a decisão de Fernando Mineiro em disputar a reeleição, o petista Raimundo Glauco aparece como alternativa para a Câmara Federal. No final de semana, Glauco comemorou com familiares o aniversário da matriarca Enoi, que completou 91 anos.

– João Bastos, ex-presidente da Urbana, é o novo cientista político em evidência no Estado. Ele tem sido convidado a participar de debates sobre sucessão estadual e suas observações têm sido lúcidas e coerentes.

– O livro intitulado “Pedro, Bandeira da Poesia” de autoria do vereador, poeta e cordelista, Aquino Neto, que será autografado brevemente, tem prefácio do advogado e poeta, Diógenes da Cunha Lima com apresentação do também advogado e poeta, José Lucas de Barros e do produtor cultural e atual secretário, Dácio Galvão.

– O sociólogo, poeta e cordelista Marcos Teixeira é o novo presidente da AEPP/RN – Associação Estadual de Poetas Populares. A diretoria eleita, que será empossada na próxima sexta-feira está assim constituída: poetas Domingos Matias (vice-presidente), Antonio Barbosa (secretário), Altevam Alves (primeiro tesoureiro), José Diniz (segundo tesoureiro) e Geomar Dantas (diretor de comunicação).

– Os médicos Breno Barth e Luiz Carlos, assessorados pela secretária Soraya Helena, são responsáveis pela recuperação visual deste interino. Cirurgia de astigmatismo, hipermetropia e catarata feita com sucesso e ainda em fase de recuperação. Agradecimentos a todos esses profissionais da medicina que fazem as pessoas enxergar melhor esse mundo conturbado e cheio de contradições.

– Para refletir: “a política é a doutrina do possível”. (Otto Bismark)

Compartilhar:
    Publicidade