Messi é escolhido como o melhor do mundo em 2013 por jornal inglês

Neymar ficou em sexto lugar

O argentino Lionel Messi, do Barcelona, foi eleito o melhor de todos na temporada. Foto: Divulgação
O argentino Lionel Messi, do Barcelona, foi eleito o melhor de todos na temporada. Foto: Divulgação

O jornal inglês The Guardian divulgou nesta terça-feira a tradicional lista dos 10 melhores jogadores do mundo no ano. O argentino Lionel Messi, do Barcelona, foi eleito o melhor de todos na temporada, seguido pelo português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e Zlatan Ibrahimovic, do PSG. O brasileiro Neymar, que trocou o Santos pelo Barça em 2013, foi considerado como o sexto melhor jogador do mundo.

Para o The Guardian, “não há nada no mundo que Messi não pareça saber”, e que “ele não é como uma pavão que abre e fecha para aparecer, sua atitude e compromisso é que fazem isso”. Cristiano Ronaldo, segundo colocado, foi citado pelo papel decisivo na classificação de Portugal à Copa do Mundo de 2014, mas o jornal lembrou que ele não conquistou títulos pelo Real Madrid.

Franck Ribéry, finalista da Bola de Ouro da Fifa e campeão da Liga dos Campeões, do Mundial de Clubes, do Campeonato Alemão, da Copa da Alemanha e da Supercopa da Uefa, foi o quarto colocado na lista do The Guardian.

Apesar de não chegar entre os três melhores, a ascensão do francês foi impressionante. O jogador do Bayern de Munique subiu 24 posições.

Além de Messi, C. Ronaldo, Ibrahimovic e Ribéry, o espanhol Iniesta também ficou à frente de Neymar, que por sua vez superou nomes como Gareth Bale, que foi envolvido em uma transação recorde no meio ano entre Tottenham e Real Madrid, e Xavi, companheiro de Barcelona que sempre figurava no topo do ranking e em 2013 perdeu cinco posições, ficando em oitavo lugar.

O crescimento de Neymar na lista do The Guardian foi de sete posições. O jornal destacou a participação do brasileiro na conquista da Copa das Confederações em junho deste ano, bem como a polêmica transação que o levou do Peixe ao Barça.

A publicação citou os problemas judiciais que envolvem o negócio, questionado por sócios do clube espanhol que acusam o presidente Sandro Rosell de desviar dinheiro na transferência.

Compartilhar: