Seleções do México e Camarões abrem Copa do Mundo em Natal

Mesmo embaixo de chuva, torcedores mexicanos e camaroneses, ao lado de potiguares, eram pura alegria horas antes do início do jogo entre as duas seleções

Arena-das-dunas---mexicanos-JA.-02

México e Camarões inauguraram nesta sexta-feira (13) a fase de jogos da Copa do Mundo em Natal. Durante a manhã chuvosa, os jogadores das duas seleções permaneceram em seus respectivos hotéis na Via Costeira: Hotel Pestana (México) e Hotel Sehrs (Camarões).

O esquema de segurança do México estava aparentemente mais reforçado. Hoje foi a vez dos fuzileiros navais realizarem a guarda externa dos hotéis. A cada 50 metros, uma dupla de fuzileiros estava postada no calçadão em frente aos hotéis das seleções. Periodicamente, uma ronda com cerca de uma dezena de militares andava pelo calçadão.

Além dos fuzileiros navais, carros do Batalhão de Choque (BPChoque) e Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) auxiliavam na segurança. Nos hotéis, seguranças monitoravam principalmente no último pavimento. Somente membros das delegações circulavam pelo ambiente.

Não havia movimento de torcedores nem de imprensa em ambos os meios de hospedagem por volta das 8h da manhã de hoje. O ônibus da seleção camaronesa estava estacionado distante da entrada principal para o hotel. O lema que esses africanos carregam no ônibus é “um leão continua a ser um leão”, escrita em francês (língua oficial do país) e inglês. A seleção mexicana, por sua vez, preferiu o lema “sempre unidos…sempre aztecas”, em referência ao povo que deu origem ao mexicanos.

Arena-das-dunas---mexicanos-JA-03

Mexicanos vindos de Pernambuco

De acordo com a Empresa de Promoção Turística do Rio Grande do Norte (Emprotur), 72 ônibus chegaram a Natal repletos de mexicanos. Foram cerca de 3.600 turistas que atracaram em Recife e vieram para a capital potiguar. Eles vieram no navio transatlântico MSC Divina, originário do Panamá, que permanece no Terminal Marítimo de Passageiros na capital Pernambucano. O navio não veio para Natal em função da sua altura, que seria incompatível para passar sob a Ponte Newton Navarro. O navio possui 33 metros de cumprimento e 18 andares.

No entanto, em Recife a ideia de que os mexicanos ficarem hospedados no navio também não agradou o trade turístico, uma vez que a maioria dos serviços como alimentação e entretenimento são feitos dentro do próprio transatlântico, inclusos no pacote turístico.

Além de terem vindo para o jogo de hoje, o presidente da Emprotur, Alexandre Mulatinho, afirma que 1.800 deles irão também para o Mossoró Cidade Junina. “Aí a reserva deles é individual, não dá pra saber quanto tempo eles vão ficar lá. Mas eles têm até o dia 17, que é quando o Brasil joga com México em Fortaleza”, disse Mulatinho. Os demais voltarão para Recife no esquema hoje mesmo, lugar onde a seleção mariachi enfrenta a Croácia no dia 23 de junho.

Segundo o presidente da Emprotur, ontem os mexicanos foram maioria na Fifa Fan Fest e para que eles voltem, a empresa está realizando um trabalho de corpo a corpo com as operadoras que os trouxeram no intuito de manter o fluxo turístico.

Compartilhar: