Milionário que era catador de papel vira assassino e manda matar a mulher

Empresário foi preso juntamente com outros suspeitos, mas nega relação com o crime

Ela quis terminar o casamento e entrou na Justiça para dividir a fortuna do casal. Foto:Divulgação
Ela quis terminar o casamento e entrou na Justiça para dividir a fortuna do casal. Foto:Divulgação

Ele começou a vida como catador de papel e virou o rei do papelão. Ela quis terminar o casamento e entrou na Justiça para dividir a fortuna do casal. O resultado foi um crime que a Polícia desvendou nessa semana.

O casal tinha um patrimônio avaliado em R$ 70 milhões. Por 13 anos, todos acharam que eles eram felizes. Até que ela tomou a iniciativa de romper o relacionamento. A separação do casal aconteceu em fevereiro do ano passado. O motivo foram as brigas constantes. Tanto Andréa quanto João eram muito ciumentos. Além disso, ela queria ter filhos. Ele já tinha dois, de outro casamento, e não queria mais crianças.

Quatro meses depois da separação, Andréia começou um novo relacionamento. Ela entrou na Justiça contra o ex-marido. Segundo a polícia, queria uma pensão de dez mil reais por mês. E também a divisão dos bens do casal.

Os dois não chegaram a um acordo. A última audiência foi em novembro. Em janeiro, Andréia foi assassinada numa ação rápida e precisa de criminosos. O mandante do crime? João.

Fonte:R7

Compartilhar: