Mineiro vai provocar TCE sobre fracionamento de parcela do 13º salário

“São milhões em recursos que deixaram de circular na economia do estado”

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) vai cobrar um posicionamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre a decisão do Governo do RN em fracionar o adiantamento de 40% do pagamento do 13º salário dos servidores públicos. Os servidores estaduais receberão o adiantamento de 40% do décimo terceiro salário, este ano, em duas parcelas: 20% no dia 16 de julho e igual valor em 18 de agosto.

O parlamentar não aceita a declaração do governo, que classificou a decisão do pagamento como um esforço adicional. “Não existe explicação para o não pagamento do 13º pelo governo do estado”, disse.

Mineiro não especificou o montante de recursos que deixa de circular na economia potiguar, mas destacou o impacto negativo que a decisão provoca. “São milhões em recursos que deixaram de circular na economia do estado”, finalizou.

Compartilhar:
    Publicidade