Ministério da Fazenda abre concurso com 1.026 vagas para nível médio

São nada menos que 1.026 oportunidades distribuídas entre 25 estados

O concurso é composto apenas por provas objetivas com aplicação no dia 27 de abril. Foto: Divulgação
O concurso é composto apenas por provas objetivas com aplicação no dia 27 de abril. Foto: Divulgação

Saiu no Diário Oficial da União desta quarta-feira (29) o edital de abertura do novo concurso público do Ministério da Fazenda (MF). São nada menos que 1.026 oportunidades distribuídas entre 25 estados. Em Pernambuco, são ofertadas 52 vagas, sendo distribuídas para os municípios do Recife (24), Afogados da Ingazeira (2), Arcoverde (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Caruaru (1), Garanhuns (1), Goiana (1), Ipojuca (5), Jaboatão dos Guararapes (1), Limoeiro (1), Ouricuri (2), Paulista (2), Petrolina (2), Salgueiro (1), Serra Talhada (1) e Vitória de Santo Antão (1). O cargo em questão é o de assistente técnico administrativo, com remuneração de R$ 3.050,82.

Para concorrer é preciso nível médio de escolaridade. Do total de chances, 66 são reservadas a pessoas com deficiência. Veja aqui o edital de abertura.

O concurso é composto apenas por provas objetivas com aplicação no dia 27 de abril. Serão cobrados conhecimentos básicos em língua portuguesa, matemática e raciocínio lógico, informática, atualidades, gestão de pessoas e do atendimento público, ética do servidor na administração pública, administração pública brasileira, Administração Pública Brasileira e regime jurídico dos agentes públicos. Ao todo, serão 70 questões.

Interessados podem se inscrever entre os dias 3 e 16 de fevereiro pelo site www.esaf.fazenda.gov.br. A taxa custa R$ 62.

Além de Pernambuco, a maioria das chances é para lotação no Rio Grande do Sul, com 155 oportunidades, seguido por Minas Gerais (101 vagas), e Paraná, com 97 vagas. Os demais estados são: Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

 

Fonte: Diário de Pernambuco

Compartilhar: