“Morena de Neymar” é vetada no Brasil, mas tem ensaio liberado na Europa

Playboy de países como Polônia e Sérvia também lançam edição polêmica com Patricia Jordane

Modelo cursa a faculdade de odontologia. Foto: Divulgação
Modelo cursa a faculdade de odontologia. Foto: Divulgação

A decisão da Justiça de, nesta quinta (26),  suspender e retirar os exemplares da última edição da Revista Playboy, cuja capa traz a morena Patrícia Jordane, não impediu da publicação ser difundida em outros países. Na edição polonesa, por exemplo, a Playboy com a beldade está sendo divulgada com pompa, e será lançada no dia 1º de julho.

No Brasil, a edição foi vetada após a assessoria do craque Neymar, indignada com a chamada “Patrícia Jordane, a morena que encantou Neymar, entrar na Justiça pedindo a retirada dos exemplares. Segundo o grupo de Neymar, o jogador não conhece a modelo e a publicação utilizou indevidamente o seu nome.

A Editora Abril, porém, afirma que ainda não foi notificada da decisão, mas, no momento que isso ocorrer, irá partir para a defesa. Como argumento, o diretor da Playboy, Sérgio Xavier, afirma que o staff de Neymar foi informado sobre a sessão de fotos pela própria revista e, mesmo ciente de que haveria a participação da modelo, não fez nenhuma objeção.

“Em nenhum momento ninguém do staff do Neymar disse que ele não conhecia a Patrícia Jordane”, disse o diretor da revista.

Patrícia participou de sessão de autógrafos da revista em BH. Foto: Divulgação
Patrícia participou de sessão de autógrafos da revista em BH. Foto: Divulgação

A modelo preferiu não dar mais declarações a respeito da polêmica, mas sua assessora, Cláudia Magalhães, adiantou que a Playboy se portou com muito profissionalismo, tendo feito todos os pagamentos regulares e chamado para si a responsabilidade pela frase da capa. E afirmou que Patrícia conheceu Neymar em janeiro de 2013: ”Há até foto no Google”.

A revista foi enviada aos assinantes, supermercados e livrarias no Brasil. A capa da revista polonesa é muito parecida com a do Brasil, e faz parte de um projeto da Playboy de arquivar todo o material produzido, para que cada representante da revista em vários países o utilize.

A modelo, que também cursa a Faculdade de Odontologia, tem 5.816 seguidores no Facebook. E entre os comentários nesta rede social, as opiniões ficaram divididas, umas favoráveis à decisão da Justiça, outras contrárias à iniciativa de Neymar.

Alheia a toda esta confusão, a modelo participou de um evento, na noite da última quarta-feira (25), em Belo Horizonte, para promover e autografar alguns exemplares para convidados especiais. A informação sobre a decisão da Justiça se espalhou entre os presentes, deixando a modelo surpresa.

Patrícia Jordane. Foto: Divulgação
Patrícia Jordane. Foto: Divulgação

Mas, como a Editora Abril ainda não foi informada formalmente, a cúpula da Playboy preferiu não se pronunciar oficialmente e aguarda uma notificação para dar prosseguimento ao caso. Ou seja, esta novela não deverá se encerrar mesmo depois da publicação da próxima edição da revista, em julho, que trará na capa a modelo Vanessa Mesquita.

Fonte: R7

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar: