Morre policial civil que matou a namorada na rua, após briga em Curitiba

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, o quadro clínico de Napoleão sempre foi muito delicado

78I7688U476575754757

O Policial civil Napoleão Seki Júnior, de 38 anos, que matou a namorada no meio da rua em Curitiba morreu no início da noite de quinta-feira (1). Ele estava internado desde o dia do crime no Hospital Cajuru, na capital. O óbito foi registrado por volta das 18 horas.

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, o quadro clínico de Napoleão sempre foi muito delicado desde que ele deu entrada no hospital. Ele passou por uma cirurgia neurológica no dia do assassinato e ficou desde então em estado grave internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Não houve melhora no estado de saúde dele durante a internação.

O corpo foi liberado do hospital e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. Napoleão estava internado no Hospital Cajuru desde o dia 24 de abril. Ele havia discutido com a namorada e a agrediu no meio da rua no bairro Alto da XV, na capital. Ele chegou a algemar a moça.

Desesperada, ela tentou fugir por duas vezes do carro onde eles estavam discutindo. Na segunda tentativa, o policial atirou quatro vezes contra a jovem, que morreu no local. Na sequência, Napoleão atirou contra o próprio pescoço e tentou suicídio, mas foi socorrido pelo Siate.

 

Fonte: Bonde

Compartilhar: