Motoristas e usuários de ônibus divergem sobre mudanças no trânsito

O trecho da rua Dr. José Gonçalves localizado entre a avenida Bernardo Vieira e a Dr. José Borges passou a ter apenas um sentido

Alterações no sentido das vias e sinalizações confundiu motoristas esta manhã. Foto: Wellington Rocha
Alterações no sentido das vias e sinalizações confundiu motoristas esta manhã. Foto: Wellington Rocha

Mudanças no trânsito de Natal costumam causar transtornos aos natalenses. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) implantou desde o último mês de novembro o corredor exclusivo de ônibus na avenida Bernardo Vieira, próximo ao Midway Mall, em Lagoa Nova, e transferiu a parada de ônibus intermunicipais para a rua Dr. José Gonçalves, o que exigiu alterações no fluxo e sinalizações desta rua. Mudanças foram feitas há cerca de dois meses, mas insatisfações ainda existem.

De acordo com o diretor fiscal de transportes da Semob, Rogério Leite, as mudanças foram necessárias para melhorar o trânsito deste trecho. “Os ônibus intermunicipais estavam conflitando com os urbanos e para melhorar o funcionamento do trânsito fizemos o escalonamento da parada e criamos o corredor exclusivo para ônibus urbano na Bernardo Vieira”, informou Rogério Leite, que completou dizendo que mudanças desafogaram o trânsito tanto na Bernardo Vieira como na avenida Romualdo Galvão.

Rogério Leite disse ainda que por cauda por causa desse desvio de ônibus intermunicipais foram feitas mudanças nas sinalizações e fluxos da rua Dr. José Gonçalves e ruas adjacentes.

O representante comercial Carlos Alberto Ribeiro Ramos não gostou das mudanças realizadas no trecho. “Para mim, o trânsito complicou mais e acho que não houve um planejamento. Ando muito por aqui e vejo muitas pessoas reclamando também”.

O farmacêutico Gustavo César falou que devido às mudanças, a praça de táxi foi deslocada para perto da farmácia que ele trabalha, diminuindo assim o número de pessoas que estacionavam ali para ir ao estabelecimento. “Para nosso comércio diminuiu um pouco o fluxo de clientes, pois a praça de táxi foi transferida para perto da nossa loja, bloqueando o nosso estacionamento”.

Já a garçonete Paula de Oliveira achou positiva a implantação da faixa exclusiva de ônibus urbanos. “Acho que essa mudança melhorou bastante para nós, usuários do transporte, e para os que trafegam com os carros também porque ficou com a faixa livre. Antes, os ônibus passavam pela outra faixa e acabávamos perdendo. Agora, eles são obrigados a entrar na faixa exclusiva e assim não os perdemos”.

Por causa das alterações, o trecho da rua Dr. José Gonçalves localizado entre a avenida Bernardo Vieira e a Dr. José Borges passou a ter apenas um sentido, o de quem vem pela via de maior fluxo. Segundo Ricardo Leite essa mudança foi feita por motivos de segurança, pois os ônibus que passaram a entrar na rua após a implantação do corredor exclusivo precisam de espaço para manobras.

Os sentidos de outras vias adjacentes também foram alterados. A rua Dr. José Borges, que  antes seguia do sentido avenida Senador Salgado Filho para a rua Dr. José Gonçalves, agora segue em sentido contrário.

Os taxistas que trabalham em um ponto da rua Dr. José Gonçalves também não estão satisfeitos. “A situação para nós taxistas dessa área ficou muito difícil, pois devido a essa mudança nós tivemos uma grande deficiência com relação ao ponto de táxi. Esse ponto está no sentido totalmente contrário, o que torna grande o risco de acidente aqui, tanto de colisão como de atropelamento, pois o fluxo de pessoas aumentou por causa da parada”, informou o taxista Ricardo Bento da Silva.

Os taxistas sugerem a criação da mão inglesa na rua Dr. José Gonçalves, pois segundo eles facilitará muito. Rogério Leite afirmou que, de acordo com o Departamento da Engenharia de Trânsito, a criação da mão inglesa no momento é inviável.

Para piorar a situação deste trecho de Lagoa Nova, na manhã de hoje (15), o cruzamento da avenida Antônio Basílio com a rua Dr. José Gonçalves, amanheceu em obras. Operários da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realizam implantação de tubos das obras de saneamento nas ruas, o que interditou o trânsito em alguns sentidos. O trânsito ficou caótico com motoristas desorientados sem saber para onde ir com tantos desvios e mudanças.

Compartilhar:
    Publicidade