MPF apura irregularidades em preço cobrado por taxistas do novo aeroporto

De acordo com o que apurou o MPF, há uma tabela que fixa os valores que a Cooperativa deve cobrar, e ela deve ser respeitada

noticia_111118

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) alerta: passageiros que utilizarem táxi em viagens a partir do novo aeroporto devem pedir recibo ou, sempre que possível, fazer o pagamento direto no guichê. O alerta é necessário em virtude de uma série de reclamações em relação ao preço das viagens, que estaria muito acima do que deve ser cobrado.

De acordo com o que apurou o MPF, há uma tabela que fixa os valores que a Cooperativa deve cobrar, e ela deve ser respeitada. O Ministério Público Federal já entrou em contato, tanto com a Inframérica, empresa responsável pela administração do novo aeroporto, quanto com a Prefeitura de São Gonçalo, e ambas confirmaram que a tabela permanece em vigor e que deve ser observada em todas as viagens.

Os passageiros que perceberem que os valores estão muito elevados devem pedir um recibo e encaminhar ao Ministério Público para que os profissionais que estão cobrando a mais sejam identificados.

Compartilhar: