Mãe é condenada por envenenar filhas gêmeas de 1 ano com álcool isopropílico

Meninas ficaram à beira da morte, em 2012, mas ambas conseguiram sobreviver

Glória Jones envenenou as filhas gêmeas em 2012, mas ambas as meninas conseguiram sobreviver. Foto: Divulgação
Glória Jones envenenou as filhas gêmeas em 2012, mas ambas as meninas conseguiram sobreviver. Foto: Divulgação

Uma mulher foi condenada, na terça-feira (24), por envenenar suas filhas gêmeas com álcool isopropílico em outubro de 2012, nos Estados Unidos. A mãe alegou que estava cansada do comportamento “chorão” das meninas, que, na época, tinham apenas um ano de idade.

Glória Jones, de 23 anos, confessou à polícia de Kansas City que envenenou as filhas por estar se estava se sentindo sobrecarregada com o cuidado das meninas, mas que não queria fazer nenhum mal a elas.

As gêmeas foram encontradas passando mal em casa pelo pai. Quando uma das meninas vomitou, ele notou um cheiro de álcool e resolveu levar as filhas às pressas para o hospital.

As meninas foram entubadas e ficaram à beira da morte, mas conseguiram sobreviver e responderam bem ao tratamento posterior, segundo informações do jornal New York Daily News.

O promotor Daniel L. White disse que o tipo de álcool usado pela mãe pode ser letal até mesmo para adultos.

“Não é preciso muito para colocar uma criança em risco”.

Glória pode receber uma pena de quatro a 14 anos de prisão, mas um júri já recomendou a pena de cinco anos.

O julgamento final está marcado para o dia 7 de agosto.

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade