Mulher morre eletrocutada enquanto alisava o cabelo com chapinha

Polícia acredita que vítima tenha sofrido um choque enquanto usava o aparelho

Empresa fabricante do produto pode vir a ser processada. Foto:Divulgação
Empresa fabricante do produto pode vir a ser processada. Foto:Divulgação

Uma mulher de 30 anos morreu na noite de quinta-feira enquanto alisava os cabelos com uma chapinha, em Várzea PaulIsta (SP). A suspeita é que Cristina Barbosa Marcolino tenha sido vítima de um choque elétrico.

De acordo com o delegado Antônio Dota Junior, responsável pela apuração do caso, o pai de Cristina encontrou seu corpo caído no banheiro, depois de ouvir um barulho. Ela foi encaminhada ao Hospital da Cidade, mas faleceu no local.

A polícia espera agora o laudo da perícia e do Instituto Médico Legal (IML) para saber se Cristina morreu por conta de uma parada cardíaca provocada pelo choque, ou por um trauma no crânio, na queda. “Aparentemente, há uma fatalidade, não um crime. Foi o pai que a encontrou, com o aparelho na mão”, afirmou o delegado.

O laudo também definirá se o acidente foi causado por mau uso do aparelho ou falha da chapinha. “Caso seja responsabilidade do aparelho, uma falha, a empresa (fabricante) pode vir a ser processada. (…) Fica a cargo da família”, disse o delegado.

Fonte:Terra

Compartilhar: