Multinacional Del Monte sinaliza o fim das atividades no Rio Grande do Norte

Multinacional já teria cancelado embarques no Rio Grande do Norte

Uma das maiores exportadoras do Rio Grande do Norte, Del Monte produz bananas no interior do Estado há anos. Foto: Divulgação
Uma das maiores exportadoras do Rio Grande do Norte, Del Monte produz bananas no interior do Estado há anos. Foto: Divulgação

Marcelo Hollanda

hollandajornalista@gmail.com

A multinacional Del Monte Fresh Producer, que já chegou a produzir 2.200 hectares de banana no Rio Grande do Norte, na região do Vale do Açu, pode deixar o Estado. No ano passado, a empresa foi responsável direta por uma receita de US$ 10,9 milhões, cifra que foi de US$ 13,5 milhões em 2012.

O boato de que a Del Monte encerraria os negócios no RN transpirou em Bruxelas (Bélgica), durante recente encontro entre a Confederação Nacional de Agricultura (CNA) e da Indústria (CNI) e entidades análogas da Europa com a presidente Dilma Rousseff.

Hoje, fontes que estavam lá confirmaram com exclusividade ao JH que há indícios concretos que a empresa finalmente teria chegado à conclusão que o melhor seria cancelar os próximos embarques pelo porto de Natal.

Há anos os executivos da Del Monte se queixam de falta de apoio por parte do Governo do Estado. Mais recentemente, numa ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte ela foi condenada a pagar R$ 1 milhão por dano moral coletivo.

A ação, de 2010, foi motivada por notícia publicada em um jornal de Mossoró, dando conta de que a Del Monte estaria causando graves danos ao meio ambiente e à saúde dos trabalhadores. Além disso, teve como base diversas fiscalizações realizadas ao longo de 12 anos pelo Ministério do Trabalho e Emprego e pelo Idiarn (Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN).

As enchentes que assolaram o Estado em 2008 fizeram as exportações do estado recuarem para a casa dos US$ 10,7 milhões (período de 12 meses) no início de 2009. Elas devastaram várias fazendas da Del Monte, que transferiu parte de sua produção para o Ceará.

Durante todo esse tempo, a Del Monte vinha ameaçando deixar o RN, mas refazia o discurso toda a vez que o Estado acenava com algum benefício que acabava não se concretizando.

Hoje, de Lisboa, o presidente da Confederação da Agricultura do Rio Grande do Norte, José Álvares Vieira, em trânsito para o Brasil, confirmou a informação de que são fortes os indícios de fechamento da Del Monte. “É lamentável essa notícia, mas é verdade, e é a mais pura prova do imobilismo do governo estadual na retenção de nossas empresas no campo”, afirmou.

Confrontada com a informação, fontes ligadas ao governo do estado afirmaram desconhecer a notícia. A Companhia Docas do RN, consultada sobre o cancelamento de embarques de bananas pela CMA/CGM não retornou qualquer informação até o fechamento desta edição.

Compartilhar: