Municípios de São Gonçalo e Parnamirim também apresentaram problemas

O secretário disse que agora tudo está controlado, mas que temeu pelo pior caso a chuva não tivesse parado

10SG

Diego Hervani

diegohervani@gmail.com

Alguns municípios que formam a Grande Natal também sofreram com as chuvas que caíram no Rio Grande do Norte nos últimos dias. As prefeituras de São Gonçalo do Amarante, Parnamirim e Ceará-Mirim tiveram que traçar ações para prevenir situações mais graves.

Em Parnamirim foi onde a chuva trouxe mais problemas. Das 14 lagoas de captação da cidade, 7 transbordaram, o que acabou causando inundações em ruas e casas do município. “Foi uma situação altamente preocupante. Nunca vi uma situação dessas. As bombas estavam todas ligadas e funcionando perfeitamente, mas o volume de chuva foi tão grande que as bombas não conseguiram dar vazão para toda a água”, afirmou Bruno Pereira, secretário municipal de Serviços Urbanos de Parnamirim.

Apesar de todo o transtorno, nada de mais grave foi registrado. “Felizmente não tivemos problemas maiores. Algumas famílias tiveram as casas invadidas pelas águas e tivemos que fechar o trânsito em algumas ruas. As pessoas que tiveram casas invadidas receberam todo apoio da Prefeitura. Muitas deixaram as casas e foram para residências de familiares”, explicou Bruno.

O secretário disse que agora tudo está controlado, mas que temeu pelo pior caso a chuva não tivesse parado. “Além das bombas normais das lagoas, também estamos com bombas externas. Como não podemos confiar em previsões, não vamos descansar até conseguirmos esvaziar essas lagoas para prevenir em caso de novas chuvas. A situação em Parnamirim não foi tão ruim quanto em Natal, mas se a chuva não tivesse parado, realmente teríamos uma situação bem complicada”.

Pensando em evitar novos problemas como esse no futuro, Bruno Pereira afirmou que a única solução é construir novas lagoas. “Já passei isso para o prefeito e vamos tentar viabilizar. Porém, sabemos que isso é bem complicado, pois mexe com a questão ambiental. Mas vejo como uma solução para situações como essas, que fogem totalmente do comum”.

Já em São Gonçalo, o prefeito Jaime Calado se reuniu durante todo o domingo (15) com um grupo de secretários municipais para avaliar os efeitos das chuvas que castigaram a cidade. Pelo levantamento que foi feito, não foi identificado nenhum ponto de risco para a população. As equipes de plantão constataram erosão em alguns pontos, provocada pela força das águas. Na Rua Duque de Caxias, Conjunto Amarante, uma infiltração causou o rompimento da rede de drenagem e danificou o asfalto. Na RN 160, altura da comunidade de Santo Antônio do Potengi, um riacho que cruza a rodovia transbordou e inundou as pistas destruindo o acostamento e parte do asfalto. Na comunidade de Nova Zelândia cinco postes cederam, mas a Cosern já foi acionada para resolver o problema. O Aeroporto Internacional Aluizio Alves também ficou inundado na área do check-in, mas tudo também foi solucionado.

Como a previsão é de mais chuva para os próximos dias o prefeito Jaime Calado determinou que as equipes fiquem em estado de alerta. Na RN 160, mesmo se tratando de uma rodovia estadual, de responsabilidade do Departamento Estadual de Trânsito (DER), Jaime pediu ao grupo do município prioridade nas providências para evitar a interdição total do trecho. Estão atuando diretamente na contenção das áreas as Secretarias Municipais de Infraestrutura, Serviços Urbanos, Departamento Municipal de Trânsito e Serviço Autônomo de Água e Esgoto.

Nada de assaltos em Mãe Luiza

Com as chuvas que caíram em Natal e o deslizamento de terra em Areia Preta, parte da Via Costeira ficou interditada e um desvio por dentro do bairro de Mãe Luiza teve que ser feito pelos motoristas que trafegavam por aquela região. Com isso, durante todo o final de semana uma enxurrada de mensagens nas redes sociais davam conta de que diversos motoristas estavam sendo assaltados ao pegarem o desvio. Porém, segundo a Polícia Militar, tudo não passou de boatos.

“Nada disso existiu. A partir do momento que o desvio se mostrou necessário, a Polícia Militar ficou de prontidão na região para garantir a segurança de todos. A única coisa que teve lá foi o pessoal que estava saindo das casas, desesperados com a situação e a Polícia Militar ajudando essas pessoas a levar os seus pertences para outros locais. Infelizmente as pessoas, até mesmo em momentos de tragédias como esse, ficam espalhando boatos pelas redes sociais”, frisou o coronel Francisco Canindé Araújo, comandante geral da PM do RN.

Araújo também disse desconhecer o assalto que teria acontecido com o ator Jonatas Faro. “Só soube desse assalto por redes sociais também. Falaram que um bando com 10 homens participou da ação. Não sei. Com o aparato todo de segurança que temos para a Copa aqui em Natal, acho bem difícil que 10 homens fortemente armados estejam assaltando e a polícia não consiga fazer nada”. Entretanto, em entrevista para o jornal O Dia, o empresário do ator confirmou o ocorrido. “Realmente foi um grande susto, mas graças a Deus o Jonatas está bem. Estamos tomando as atitudes para que tudo seja resolvido da melhor forma”.

Compartilhar: