Muricy Ramalho elogia apenas beleza da bandeira: “Ela errou muito”

Fernanda Colombo Uliana não teve uma boa atuação na vitória do São Paulo diante do CRB, pela Copa do Brasil

Fernanda Colombo Uliana, bandeirinha que atuou em São Paulo 3 x 0 CRB. Foto: Divulgação
Fernanda Colombo Uliana, bandeirinha que atuou em São Paulo 3 x 0 CRB. Foto: Divulgação

A árbitra assistente Fernanda Colombo Uliana chamou atenção não somente por sua beleza, na noite desta quarta-feira, no duelo entre São Paulo e CRB. Ela foi criticada pelos são-paulinos durante e depois da partida por conta de marcações de impedimento que não teriam existido e também de uma agressão do zagueiro Gabriel em Luis Fabiano ocorrida à sua frente – e não sinalizada.

“É bom juiz (o Ronan Marques da Rosa), mas ele não viu, a bandeira não viu, ninguém viu. Ela errou muito. É muito bonita, aquelas coisas todas, mas tem que bandeirar melhor”, criticou o treinador, que ficou quase o tempo todo de pé diante do banco de reservas e consequentemente próximo da bandeirinha.

Professora de educação física, a assistente de 23 anos, filiada à Federação de Futebol de Santa Catarina, é aspirante à Fifa e trabalhou em apenas três partidas nesta temporada, apenas duas profissionais. Além do jogo desta quarta-feira, válido pela segunda fase da Copa do Brasil, bandeirou uma vez na Série B do Campeonato Brasileiro (em Bragantino x Náutico) e também em uma competição sub-17.

Abordada pela reportagem na saída do Pacaembu, Fernanda preferiu não comentar as declarações do treinador, que já havia reclamado com ela em campo, assim como os jogadores do São Paulo, em especial o atacante Luis Fabiano e o meia Paulo Henrique Ganso. Mas não só ela foi alvo de críticas dos são-paulinos. O quarto árbitro Raphael Claus, que será árbitro principal do clássico de domingo, contra o Corinthians, igualmente ouviu muitas reclamações.

“Teve o problema com o Luis, porque, depois da reclamação, ele passou a inverter todas as faltas. Desde o ano passado, meu trabalho com o Luis Fabiano tem sido pegar no pé dele para corrigir sua atitude com a arbitragem. Mas a arbitragem também tem que ver isso aí. Há muito tempo que ele não é expulso, não faz nenhum gesto. O árbitro não pode olhar para o passo, e a gente espera que ele apite bem no domingo”, disse Muricy, satisfeito, por outro lado, com o triunfo por 3 a 0.

“Eu me preocupo quando não criamos oportunidades de gol, como foi no jogo contra o Cruzeiro, quando nem nós nem eles criaram. Foi um jogo chato. Contra o Coritiba, tivemos chance. Hoje (quarta-feira) também. Isso anima a gente. Fizemos três gols e poderíamos ter feito mais. Quando tem jogada de criação para gol, a gente fica contente”, avaliou.

A preparação para o clássico, que é válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro e foi transferido do Morumbi para a Arena Barueri (em função da realização de dois shows no estádio são-paulino), começa nesta quinta-feira, quando o elenco se reapresenta, no CT da Barra Funda.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade