Mutirão arrecada doações para desabrigados de áreas de risco

Donativos são para vítimas do deslizamento de terra em Mãe Luíza e outras comunidades atingidas pelas chuvas

Doacoes-para-desabrigados-da-chuva-WR-(3)

A manhã desta segunda-feira (16) foi de bastante trabalho para as equipes da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), que estão montando os kits com roupas, sapatos, alimentos e água mineral, entre outros itens, para distribuir entre os desabrigados e desalojados (que estão em casa de familiares) de Mãe Luíza e demais áreas de risco de Natal. Ainda assim, quem puder ou quiser ajudar, pode doar cestas básicas, garrafões de água, produtos de higiene pessoal, leite em pó e fraldas descartáveis, diretamente no Ginásio Nélio Dias, na zona Norte ou na Escola Municipal de Santos Reis, na zona Leste.

Segundo a secretária adjunta da Semtas, Maria José de Medeiros, o trabalho de cadastramento das famílias atingidas pelo deslizamento de terra em Mãe Luíza, comunidade do Jacó e moradores de áreas atingidas por alagamentos em Natal continua sendo feito, mas que parte dos donativos já arrecadados deve ser distribuída em breve. Atualmente, há cerca de cem famílias cadastradas. Ela disse que o ponto de arrecadação montado no Aeroclube, pela Caravana Natal, já foi encerrado e que os interessados devem procurar os dois pontos citados acima.

“Toda ajuda é muito bem-vinda, porque temos pessoas que perderam tudo e só conseguiram escapar com a roupa do corpo, mas, felizmente, conseguimos bastante roupas e sapatos. Hoje, temos uma quantidade razoável desses itens e, por isso, necessitamos muito mais de doações de colchões, lençóis, toalhas, cestas básicas, fraldas descartáveis, leite em pó, água mineral, produtos de higiene pessoal (pasta, escovas, sabonetes, desodorantes) e baldes, de todos os tamanhos”, explicou.

Maria José disse também que, a participação e dedicação dos potiguares que doaram para os desabrigados e desalojados foi fundamental para que eles conseguissem tudo o que foi arrecadado. E que muitas pessoas se mobilizaram através das redes sociais, ainda no sábado à noite, quando as chuvas ficaram mais fortes e provocaram a maior parte dos estragos sentidos em Natal.

Um deles foi o engenheiro Cromácio Barros, que levou dezenas de pratos para serem distribuídos entre as famílias necessitadas. “Assim que vi a campanha, resolvi participar e doar algo, para tentar amenizar o sofrimento enfrentado por estas famílias. É importante ajudar ao próximo e me sinto muito bem em fazer isso, porque sei que são pessoas que necessitam de apoio e ajuda neste momento tão sofrido para todos”, afirmou.

Estado também participa de ações

A Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e Assistência Social (Sethas) também está participando das seleções de donativos, cadastramento das famílias atingidas e mapeamento da distribuição de doações, junto com a Semtas. Segundo a secretária Paula Valéria, dez servidores foram convocados para colaborar nos serviços e o órgão irá disponibilizar veículos e pessoal para ajudar no transporte e entrega das doações e fazer a segunda via de documentos das pessoas que perderam tudo.

“Em conversa com alguns moradores da Rua Guanabara, que foram vítimas das chuvas, descobri a necessidade da retirada da segunda via de documentos. Vamos entrar em contato com o Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep) e o Ministério do Trabalho para ajudar essas pessoas a terem de volta seus documentos”, explicou.

Compartilhar: