Na Costa do Sauipe, Fifa inicia eventos pré-Mundial e sorteio acontece na sexta

Começam a chegar nesta segunda-feira ao Brasil dirigentes da Fifa, treinadores e funcionários das seleções classificadas para a Copa. O…

Sorteio será realizado nessa sexta feira. Foto:Divulgação
Sorteio será realizado nessa sexta feira. Foto:Divulgação

Começam a chegar nesta segunda-feira ao Brasil dirigentes da Fifa, treinadores e funcionários das seleções classificadas para a Copa. O presidente da entidade máxima do futebol, Joseph Blatter, já desembarcou. E todos eles vão à praia.

O destino será um complexo de hotéis de alto padrão na Costa do Sauipe, 76 km ao norte de Salvador, na Bahia, onde sexta-feira ocorre o sorteio dos grupos do Mundial.

Será o início também dos importantes eventos pré-Copa que a Fifa utilizará para compensar Estados ou cidades brasileiras que não tiveram seus desejos para o torneio totalmente atendidos.

A Bahia queria o jogo de abertura da Copa. Chegou a sonhar alto quando São Paulo ficou sem estádio, com o veto ao Morumbi e a indefinição sobre o Itaquerão.

No final perdeu para a capital paulista porque a Fifa precisa realizar o jogo inaugural no mesmo lugar que fará o seu Congresso anual, quando representantes das 209 associações filiadas se deslocam de seus países.

Por questões de logística e de infraestrutura –rede hoteleira, por exemplo–, São Paulo bateu a Bahia. Os baianos receberam como prêmio de consolação o sorteio.

A Bahia resolveu impressionar. Não escolheu Salvador e levou o evento para a paradisíaca Costa do Sauipe e seus caros resorts.

A Previ –fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil– investiu R$ 14 milhões para a construção da Arena Sauipe, complexo de eventos que receberá, depois do sorteio, shows e congressos. A Previ é a única acionista do empreendimento.

O litoral também será o destino de membros das seleções entre 18 e 20 de fevereiro, no segundo evento mais importante da Copa: o seminário das equipes.

Florianópolis candidatou-se para ser cidade-sede do Mundial, mas perdeu para Porto Alegre e Curitiba. Ganhou, então, o seminário, quando serão tratados temas como logística e segurança.

A promessa da Fifa é que a cidade receba os 32 treinadores das seleções, entre eles Vicente Del Bosque (Espanha) e Joachim Low (Alemanha). Por três dias Florianópolis será a capital do futebol mundial, argumentou a Fifa.

Outras capitais, como Maceió e Goiânia, que também perderam concorrência para sediar algum grupo da Copa, ganharam como compensação serem bases de seleções.

Fonte:FSP

Compartilhar: