“Não sou nenhum herói”, diz homem que derrotou o Google

Em 13 de maio de 2014, após cinco anos de disputa, a corte deu ganho de causa ao homem

Não sou nenhum herói, mas muita gente acha que virei um ícone, disse Mario Costeja. Foto: Divulgação
Não sou nenhum herói, mas muita gente acha que virei um ícone, disse Mario Costeja. Foto: Divulgação

O espanhol com nacionalidade brasileira que derrotou o Google em uma batalha judicial na Europa (ao pedir para retirar seu nome do buscador), disse que não se considera herói por ganhar a ação. “Não sou nenhum herói, mas muita gente acha que virei um ícone”, disse Mario Costeja.

Costeja admitiu que o Google é uma “grande ferramenta” e considerou “a melhor invenção depois da roda”. No entanto, ele ressaltou que a empresa deve respeitar as leis, liberdade de expressão e de pensamento e sem censura.

A história entre a empresa e o espanhol começa em 2009, com uma ação no Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE). Mario Costeja contestava o fato de que pesquisas sobre seu nome no Google retornam para links de um anúncio de jornal em 1998 sobre a retomada de posse de sua casa. Em 13 de maio de 2014, após cinco anos de disputa, a corte deu ganho de causa ao homem.

Fonte: Terra

Compartilhar: