Natal com 14,07%, só perde para Salvador com 16,74% em reajuste da cesta básica

O valor do mínimo foi reajustado para R$ 724 em janeiro

Seguindo reajustes da cesta básica, o salário mínimo deveria ser de R$ 2.765,00. Foto:Divulgação
Seguindo reajustes da cesta básica, o salário mínimo deveria ser de R$ 2.765,00. Foto:Divulgação

Para conseguir cobrir as necessidades básicas das famílias brasileiras, o salário mínimo no ano passado deveria ser R$ 2.765,44, mais de quatro vezes os R$ 678 vigentes como piso até dezembro.

A estimativa feita pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) tem como base os custos da cesta básica, apurado mensalmente pela entidade.

Despesas com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência também entram na conta.

Em 2013, o reajuste da cesta básica ficou acima de 10% em nove das 18 capitais pesquisadas. O maior aumento foi registrado em Salvador, onde o preço dos principais alimentos subiu 16,74%, para R$ 265,13.

A cesta mais cara do Brasil foi encontrada em Porto Alegre: R$ 329,18. O valor supera até São Paulo, tradicionalmente o município que registra os maiores preços. Na capital paulista, a cesta subiu 7,33% e ficou em R$ 327,24.

Pelos cálculos do Dieese, o funcionário que recebia o mínimo precisou trabalhar 94 horas e 47 minutos – cerca de 12 dias – apenas para bancar os gastos com alimentação no ano passado.

O custo da cesta representou 46,83% do salário mínimo do ano passado, após o desconto da Previdência. O valor do mínimo foi reajustado para R$ 724 em janeiro.

Pão francês, leite, farinha de trigo e banana foram os vilões dos preços no ano passado. Subiram em todas as regiões pesquisadas. Em Campo Grande (MS), por exemplo, o pãozinho ficou quase 25% mais caro em 2013.

Variação das cesta básica em 2013

Cidades Variação em 2013, em % Valor da cesta, em R$
Salvador 16,74 265,13
Natal 14,07 273,36
Campo Grande 12,38 301,2
Rio de Janeiro 11,95 315,52
Porto Alegre 11,83 329,18
Curitiba 11,06 301,32
Vitória 10,48 321,39
Recife 10,34 274,69
Florianópolis 10,09 319,33
Belém 9,12 296,34
João Pessoa 8,81 258,81
Fortaleza 8,18 273,47
Belo Horizonte 7,35 312,25
São Paulo 7,33 327,24
Aracaju 6,23 216,78
Manaus 6,01 307,71
Brasília 4,99 289,72
Goiânia 4,37 274,67

Fonte: Dieese

Compartilhar: