Natal em Natal?

O prefeito Carlos Eduardo Alves faz, de longe, uma gestão muito melhor do que sua antecessora, Micarla de Sousa. Não…

O prefeito Carlos Eduardo Alves faz, de longe, uma gestão muito melhor do que sua antecessora, Micarla de Sousa. Não há como comparar. Aliás, para os poucos que conseguem lembrar, é também muito superior aos anos que passou no início deste século, quando herdou o mandato da então candidata ao governo Wilma de Faria.

Mas, há controvérsias difíceis de serem entendidas. De olho na possibilidade de ser candidato a governador em 2014, o gestor aposta todas as suas fichas na conclusão das várias obras de mobilidade urbana e, agora, nas festas gratuitas para a população. De repente, Natal encontrou dinheiro para enfeitar suas ruas e realizar shows em todas as suas regiões.

Apenas na questão da decoração natalina, a expectativa era de um gasto aproximado de R$ 4,5 milhões. Para shows, cada artista tem sido contratado por uma quantia. Mas, como são muitos, o custo total também deve chegar perto desses dígitos, principalmente se incluirmos aí o valor da montagem e aluguel de palcos e da queima de fogos do réveillon.
É justamente nesta festança que mora a incoerência. Como pode uma cidade marcada pela crise financeira, com dificuldades para quitar contrapartidas, ao ponto de precisar fazer empréstimos milionários para garantir obras importantes, pagar tamanha dívida para festas de fim de ano.

Pior, como Natal consegue gastar tanto com decoração e shows tendo sua saúde pública sob estado de calamidade pública, em decreto assinado pelo próprio prefeito, durante todo o primeiro ano de sua nova administração? É isso mesmo, Natal está assim desde o início de 2013. Incrível.

É uma conta que não fecha. Carlos Eduardo acabará percebendo que a demora em reabrir unidades de saúde importantes como o Hospital da Mulher e a UPA de Pajuçara, a lentidão na reabertura do Parque da Cidade, e a conclusão das obras no calçadão de Ponta Negra e Praia do Meio, entre outros, acabará custando mais do que o esperado, politicamente. Esse é o Natal em Natal.

 

VITÓRIA ESTRATÉGICA
Um verdadeiro jogo de xadrez. Foi nisso em que se transformou a eleição para a presidência da Câmara Municipal, para o biênio 2015/2016. No final, foi eleito o vereador Franklin Capistrano (PSB). Vitória que representa o triunfo das articulações de Albert Dickson (Pros) e Júlio Protásio (PSB), que também fazem parte da futura nova Mesa Diretora.

DISPUTA INTERNA
Se publicamente o debate foi longo e polêmico em plenário, nos bastidores, as 24 horas que antecederam a escolha de Franklin foram recheadas de muita pressão. O grupo liderado pelo vereador Paulinho Freire, apesar da maioria ter se colocado contra a eleição antecipada, tentou convencer Franklin a ser o nome deles para a disputa, abandonando a chapa da qual acabou fazendo parte. Não tiveram sucesso.

ESQUERDA
A assessoria da vereadora Amanda Gurgel informa que, em nenhum momento, a parlamentar cogitou aceitar fazer parte de qualquer chapa para uma eleição antecipada da Câmara. Ao contrário, a socialista foi uma das principais críticas a todo o processo. Mas, nos bastidores, o grupo minoritário tentou, sim, incluir Sandro Pimentel e Marcos do Psol no grupo que enfrentaria a chapa vencedora.

NOVIDADES
A governadora Rosalba Ciarlini já começa a preparar uma grande reforma em seu secretariado para este mês de janeiro. A expectativa é quanto a novos nomes em substituição aos auxiliares que participarão das eleições de 2014. O novo nome do secretário de Turismo, inclusive, deve ser publicado ainda na primeira semana do ano novo. É esperar.

FESTA I
Os Top6 do mundo Dimitri Vegas e Like Mike fazem a contagem regressiva para 2014 no Réveillon da Costeira. A festa terá ainda outro DJ internacional, Wolfpack, que fará o esquenta do show principal. Os ritmos brasileiros ficam por conta de Ricardo Chaves, Novo grito e Luan Carvalho.

FESTA II
A decisão da Prefeitura de Natal em cancelar a queima de fogos de artifício na praia de Ponta Negra deve trazer milhões de prejuízos para os empresários da região. Como o show já havia sido anunciado pela imprensa, muitos já haviam comercializado pacotes em hotéis ou bares pela praia mais popular de Natal. Agora, ninguém sabe o que acontecerá. Pior, na Praia do Meio o calçadão continua destruído, mas, por lá, o réveillon foi mantido. Dois pesos duas medidas?

NEGÓCIOS
Em meio ao pior Natal dos últimos 10 anos, conforme levantamento apontado pelo Serasa, o comércio já se prepara para aproveitar as vendas nas liquidações tradicionais de todo fim e início de ano. Em Natal, muitos shoppings devem atrair seus clientes com a redução nos preços. Boa oportunidade para quem conseguiu guardar algum dinheiro após as festas.

TRABALHO
O advogado Araken Farias, presidente estadual do PSL, continua articulando sua possível candidatura ao governo do Estado no próximo ano. Ex-coordenador-geral do Procon-RN, Araken rompeu com o governo Rosalba Ciarlini (DEM), após ser exonerado sem maiores justificativas. Enquanto esteve no cargo, o advogado fazia uma gestão recheada de ações e atividades, sendo bem avaliada pela população.

 

GIRA MUNDO

Pronto. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva decidiu punir a Portuguesa com a perda de quatro pontos no último Campeonato Brasileiro, o que acabou rebaixando a equipe paulista e salvando o Fluminense. Mas, engana-se quem pensa que a novela terminou. A expectativa é grande para a entrada dos representantes jurídicos da Lusa na Justiça comum. Mesmo caminho que pode ser adotado por Flamengo, outro punido, e com o Vasco, que tentava conquistar os pontos do último jogo contra o Atlético-PR. Caso a tese persista, o trio pode acabar inviabilizando o torneio de 2014. Vem nova virada de mesa por aí.

Compartilhar: