Natal mantém controle da Dengue mesmo em situação de endemia‏

Os resultados do Boletim mostraram que em todos os distritos sanitários as incidências apuradas, em 2014, foram menores que as incidências registradas no mesmo período do ano de 2013

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O número de casos de dengue notificados em Natal no primeiro semestre deste ano teve redução de 25,02% se comparado aos números do mesmo período de 2013. De acordo com o Boletim da Dengue, publicado pelo Centro de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde, foram notificados, agora em 2014, 1.202 casos, correspondendo a uma incidência de 140,76/100.000 habitantes.

Os resultados do Boletim mostraram que em todos os distritos sanitários as incidências apuradas, em 2014, foram menores que as incidências registradas no mesmo período do ano de 2013.

“A analise indica até o momento a ocorrência de um comportamento endêmico para a doença, não havendo qualquer evidência para a ocorrência de epidemia. Porém, vale salientar que o município apresenta vulnerabilidade entomológica e de condições ambientais favoráveis para a ocorrência de casos”, avaliou o diretor do Centro de Controle de Zoonoses, Alessandre Tavares.

Os distritos Sul (205,08/100.000 hab.), Leste (166,24/100.000 hab.) e Oeste (114,81/100.000 hab.) são os que apresentam as maiores incidências para Dengue. Já os distritos Norte 1 (62,47/100.000 hab.) e Norte 2 (51,17/100.000 hab.) mantêm o comportamento historicamente observado de baixa incidência de casos.

Os bairros com maiores ocorrências, por distrito sanitário, são: Capim Macio (349,86/100.000 hab.), Sul; Alecrim (264,47/100.000 hab.), Leste; Quintas (156,44/100.000 hab.) Oeste; Lagoa Azul (67,25/100.000 hab.), Norte 1; e Potengi (92,32/100.000 hab.), Norte 2. As ocorrências por bairro também tiveram redução em relação ao mesmo período de 2013.

Compartilhar: