Ney Lopes desmente que tenha sido expulso do “Arena das Dunas”

Democraticamente, o Blog publica abaixo esclarecimentos enviados pelo ex-vereador Ney Lopes Junior, sobre episódio que teria ocorrido na tarde de…

Democraticamente, o Blog publica abaixo esclarecimentos enviados pelo ex-vereador Ney Lopes Junior, sobre episódio que teria ocorrido na tarde de hoje no estádio Arena das Dunas.

Caro Jornalista Flávio Marinho,

A propósito da notícia “Diretor do PROCON/RN, Ney Lopes Júnior é expulso do Arena das Dunas” esclareço o seguinte:

1.     Efetivamente, visitei esta tarde o estádio Arena das Dunas, em companhia de um sobrinho.

2.     Chegando ao local identifiquei-me como do PROCON-RN e que havia uma recomendação do Ministério da Justiça para que o órgão acompanhasse as relações de consumo decorrentes da Copa do Mundo de 2014, inclusive nos estádios.

3.     Como o PROCON-RN não tem assessoria de imprensa, e sendo jornalista quem esta subscreve, foi necessário tirar pessoalmente as fotos do estádio em construção para ilustrar o relatório em preparação.

4.     Os funcionários do estádio aquiesceram em que entrasse no local, sem nenhuma discussão, oferecendo gentilmente capacetes de proteção.

5.     A visita transcorreu normalmente e as fotos foram tiradas.

6.     Ao sair, quando já adentrava ao meu carro, dois diretores da OAS abordaram-me dizendo que a segurança detectara a minha presença e gostariam de saber as razões da visita.

7.     De imediato identifiquei-me novamente como sendo do PROCON-RN e repeti o esclarecido acima.

8.     O diálogo transcorreu normalmente, sem nenhuma exacerbação e foi explicada a minha presença.

9.     Surpreendeu-me a divulgação do fato, sobretudo a versão de arrogância e prepotência de minha parte, o que não existiu e a suposta punição ao funcionário que permitiu a minha entrada, que realmente agiu de boa fé e com gentileza, acompanhado de colegas de trabalho que me forneceram os capacetes. Em momento algum disse ser “uma autoridade”, até mesmo porque não sou e nunca fiz uso de prerrogativas de cargo público para tirar qualquer tipo de benefício próprio ou para terceiros. Quem me conhece bem sabe disto. Sempre fui e sempre serei um cidadão comum.

10.  Isto foi o que realmente ocorreu e estou integralmente à sua disposição ou qualquer outro colegar jornalista para outros esclarecimentos caso seja necessário.

Por tais motivos, solicito a gentileza de a explicação da ocorrência seja divulgada, com o mesmo destaque da notícia anterior.,

Atenciosamente,

Ney Lopes Junior
Advogado e Jornalista

Compartilhar: