Ney Lopes: “Wilma não disse que teve escândalos levados à polícia”

Ex-deputado federal faz defesa da governadora Rosalba Ciarlini e questiona escândalos da gestão anterior

Defensor de Rosalba, Ney ironiza: “Wilma devia explicar que deixou o RN em excelente situação financeira e não ficar agredindo”. Foto: Divulgação
Defensor de Rosalba, Ney ironiza: “Wilma devia explicar que deixou o RN em excelente situação financeira e não ficar agredindo”. Foto: Divulgação

A campanha eleitoral deste ano, pouco a pouco, começa a ganhar esquentar. O ex-deputado Ney Lopes de Souza (DEM) afirmou na manhã desta sexta-feira que ao criticar a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) partiu para a agressão pessoal e esqueceu-se do mérito do debate. Ney não disse isso, mas referiu-se, claramente, ao método de discussão usado por quem não tem argumentos: em vez de discutir, partir para a agressão e ataques pessoais. “O que a ex-governadora deve fazer é desmentir Rosalba. Dizer que entregou o Estado em situação excelente, com as finanças equilibradas, sem déficit. E dizer que o governo dela não teve inquéritos e escândalos levados à Justiça e à polícia. Tem que desmentir; não agredir”, declarou.

Em entrevista a O Jornal de Hoje, na última quarta, Wilma classificou Rosalba de “cara de pau” e disse que a atual governadora do Rio Grande do Norte “enganou e traiu” o povo do Rio Grande do Norte, devido à desaprovação popular e aos problemas administrativos na saúde, na segurança e no interior. As críticas de Wilma foram, entretanto, uma resposta a Rosalba, que, na reunião do DEM, na última segunda-feira, atacou a ex-governadora, afirmando que, ao assumir, em janeiro de 2011, encontrou uma administração falida e abandonada e que estava “ficha suja” perante o Tesouro Nacional.

Para Ney Lopes, em vez de responder Rosalba com ataques pessoais, Wilma deveria ter explicado que deixou o Estado em excelente situação financeira, apresentar dados e números, o que não foi feito. “Ela devia explicar que deixou o Estado em excelente situação financeira. E não ficar agredindo, o que não contribui em nada ao debate a baixa o nível da campanha”.

Obras

Sobre as obras do governo Rosalba, as quais Wilma resumiu a “desaprovação, cassação, impeachment e rejeição do próprio DEM”, Ney criticou a miopia da ex-governadora. “Ela precisa fazer um exame de vista, conseguir óculos de bom grau, para ver inúmeras obras do governo Rosalba, a começar pela viabilidade das obras da Copa, que quem deu foi Rosalba. Além disso, o saneamento básico, as estradas, o contrato com o Banco Mundial. Wilma está precisando de óculos com bom grau”, ironizou.

Ao ser abordado sobre os escândalos administrativos da gestão Wilma de Faria, Ney disse preferir entrar em ataques pessoais. “Nem acusá-la em nada, como acho que não deveria levar a campanha para o plano de acusações pessoais, mas de explicações. Não quero atingir em nada. Tem que explicar e mostrar”, afirmou.

Compartilhar:
    Publicidade