Neymar chora por lesão: “poderia agora estar sentado em uma cadeira de rodas”

O lance ocorreu no final da partida, quando a Colômbia pressionava o Brasil pelo empate

Em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira, o atacante Neymar se emocionou ao falar de lance que o lesionou e tirou da Copa. Foto: Divulgação
Em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira, o atacante Neymar se emocionou ao falar de lance que o lesionou e tirou da Copa. Foto: Divulgação

Neymar foi às lágrimas nesta quinta-feira, durante entrevista concedida na Granja Comary, em Teresópolis, ao comentar sobre a lesão que o tirou da reta final da Copa do Mundo. O jogador foi acertado pelo colombiano Camilo Zuñiga nas costas no final da vitória do Brasil por 2 a 1, nas quartas de final, e lesionou uma das vértebras. O lance poderia ter causado consequências muito mais graves, o que emocionou o atacante.

“Foi um lance que, se fosse dois centímetros para o lado, eu estaria em uma cadeira de rodas”, disse o jogador, sem conseguir segurar as lágrimas. “Para quem sabe futebol, que conhece, entende que, quando você quer parar um contra-ataque, você empurra, segura, chuta o tornozelo. Do jeito que aconteceu, não é normal”, apontou o jogador.

O lance ocorreu no final da partida, quando a Colômbia pressionava o Brasil pelo empate. Neymar ficou com a sobra após cobrança de escanteio e, ao dominar a bola, levou uma joelhada nas costas dada por Zuñiga. O atacante teve de ser substituído e foi imediatamente encaminhado a hospital em Belo Horizonte, onde foi confirmada a fratura em uma das vértebras.

O árbitro do confronto deu vantagem ao Brasil, que manteve a posse de bola, e por fim não advertiu o jogador colombiano. A Fifa chegou a analisar as imagens, mas decidiu não punir o jogador. Sem Neymar, o Brasil entrou em campo na semifinal e levou 7 a 1 da Alemanha, sendo eliminado. O jogador, que estava no Guarujá em recuperação, onde tem residência, mas nesta quinta voltou à Granja Comary para acompanhar os companheiros.

De acordo com o atacante, Zuñiga chegou a ligar nos dias depois da lesão e pedir desculpas pelo ocorrido. “Falou um bocado de coisa legal. Desejo que Deus abençoe a carreira dele, que tenha sucesso”, minimizou o jogador: “perdoaria sim. não tenho rancor, não sinto ódio, não sinto nada”.

Fonte: Terra

Compartilhar: