Neymar “salva” criança de seguranças e levanta Soccer City

Neymar protegeu a criança dos seguranças e passou a brincar com ela

yo Dosumo, 7 anos, foi protegido por Neymar contra seguranças após invadir gramado. Foto:Divulgação
yo Dosumo, 7 anos, foi protegido por Neymar contra seguranças após invadir gramado. Foto:Divulgação

O final do jogo entre Brasil e África do Sul ficou marcado por uma atitude de Neymar que levantou o público do Soccer City. O atacante resgatou das mãos de seguranças uma criança que invadiu o campo e foi aplaudido pelos sul-africanos que no final da partida estavam mais interessados no futebol do Brasil do que em mais um vexame de sua seleção, que perdeu por 5 a 0.

Tudo começou quando Ayo Dosumo, 7 anos, entrou no gramado em direção aos jogadores brasileiros, que esperavam no meio-de-campo solenidades do amistoso que teve caráter de tributo a Nelson Mandela pelos 20 anos do fim do apartheid. Ela foi interceptada por seguranças, que impediram ela de chegar perto dos jogadores e tentaram tirá-la de campo.

Ao ver a cena, os jogadores do Brasil começaram a gritar à distância, pedindo que eles deixassem a criança se aproximar. Neymar foi o primeiro a ir em direção aos seguranças e resgatar a criança. Ele levantou ela para o alto e, com a chegada de outros companheiros como David Luiz e Oscar, iniciou uma sessão de fotos.

O grupo do Brasil inteiro passou a jogar a criança para o alto e recebeu uma ovação do Soccer City com a cena que emocionou os presentes. Outros torcedores que invadiram o campo, já crescidos, não tiveram a mesma sorte. Com três gols mesmo sem ser brilhante, Neymar foi escolhido o melhor da partida. No segundo tempo ele foi aplaudido por cada lance no Soccer City.

Mais tarde, no momento em que deixava o estádio sul-africano, o zagueiro David Luiz comentou sobre o episódio envolvendo a criança. “Eu estava no bolo que levantou ele. Depois entrou o pai dele e eu peguei o telefone para tirar uma foto. São coisas que a gente leva para vida. A gente tem que retribuir esse carinho. É bom ser exemplo para crianças e para o mundo inteiro”, disse.

Fonte:Terra

Compartilhar:
    Publicidade