“Ninguém Falou que Seria Fácil” chega ao Teatro Alberto Maranhão

O espetáculo tem duração de 90 minutos e a entrada é franca

O cotidiano e o inusitado em uma mistura que inclui filmes franceses dos anos 70, dança contemporânea, dramas familiares e fábulas para crianças. Assim é a peça teatral “Ninguém Falou que Seria Fácil”, que chega a Natal em duas sessões nos dias 31 de janeiro, às 20h, e 01 de fevereiro, às 18h e 20h no Teatro Alberto Maranhão (TAM). Selecionada no Programa Petrobras Distribuidora de Cultura (PPDC) 2013-2014, o espetáculo é apresentado pelo grupo Foguetes Maravilha (RJ) e tem a direção de Alex Cassal com atuação de Felipe Rocha, Renato Linhares e Stella Rabello.

A peça representa um jogo de troca de papéis quando, após a conversa de um casal, os três atores mudam de personagem e funcionalidade. Entre os casos, um homem que não quer deixar o colo da mãe mesmo após se tornar pai e os argumentos racionais de uma filha que não quer largar a chupeta. O espetáculo tem duração de 90 minutos e a entrada é franca.

ehre

Sobre o Programa Petrobras Distribuidora de Cultura (PPDC)

O PPDC é a maior seleção pública para circulação de peças teatrais do país. Desde 2009, a BR já viabilizou a circulação de mais de 100 espetáculos teatrais, com mais de 850 apresentações em todos os estados, atingindo público superior a 300 mil pessoas. Com investimentos de R$ 15 milhões para o biênio 2013/2014, o programa teve um aumento de 30% no número de inscrições, somando 420 projetos, com destaque para o Nordeste, onde o número de inscritos cresceu 70%. O objetivo do PPDC é contemplar projetos teatrais não inéditos, relevantes dentro do cenário cultural brasileiro. Assim como nas outras edições, o programa conta com a parceria do Ministério da Cultura (MinC).

Serviço:

Peça: “Ninguém Falou que Seria Fácil”

Data: 31/01 e 01/02

Horário: Sexta 20h – Sábado 18h e 20h

Local: Teatro Alberto Maranhão

Preço: Entrada franca

Compartilhar: