“Ninguém se torna campeão vencendo a semifinal”, avisa Alemanha

Seleção germânica sonha agora com o fim do jejum de 24 anos sem conquistar o Mundial

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Alemanha goleou e humilhou a Seleção Brasileira por 7 a 1, pela semifinal da Copa de 2014, realizada nesta terça-feira, no Estádio do Mineirão. Os germânicos avisaram, entretanto, que a sensacional apresentação não será repetida na decisão contra Holanda ou Argentina, no Maracanã.

“Será uma final muito difícil, mas dizemos desde o início que viemos para sermos campeões. Independente de quem for, será mais difícil que hoje e teremos de entregar um desempenho melhor. Ninguém se torna campeão na semi”, disse o meio-campista Toni Kroos.

A Alemanha conseguiu quebrar a incômoda barreira da semifinal ao derrotar o Brasil. Em 2006, os alemães perderam para a Itália, em casa, na prorrogação, e foram batidos pelos espanhóis, quatro anos depois, na África do Sul.

O discurso conversador de Kroos foi reforçado pelo técnico Joachim Low, que não concordou ao ver a sua equipe ser chamada pelos jornalistas de “invencível”.

“Ninguém pode se achar invencível e isso é muito claro. Argentina e Holanda fizeram excelente Copa e tem ótimos jogadores. A Argentina tem uma defesa sólida e tem Messi e Higuain no ataque. A Holanda tem Van Persie e Robben que podem definir jogo a qualquer momento. Não será como a semifinal e certamente o adversário atuará diferente do Brasil”, completou.

Tricampeã em 1954, 74 e 90, ainda como Alemanha Ocidental, a seleção germânica sonha agora com o fim do jejum de 24 anos sem conquistar o Mundial.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade