Nova quadra de esportes da Apae Natal ficará pronta em agosto

A entidade também conquistou uma importante vitória com o encaminhamento de 22 usuários para o mercado de trabalho potiguar

Espaço era usado para atividades educativas e lúdicas com as crianças e adolescentes da instituição. Foto: Divulgação
Espaço era usado para atividades educativas e lúdicas com as crianças e adolescentes da instituição. Foto: Divulgação

A Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (Apae) de Natal, em Lagoa Nova, vai ganhar uma nova quadra de esportes. A expectativa é que o espaço, que antes era usado para a prática de atividades educativas e lúdicas de crianças e adolescentes atendidos pela instituição, fique pronta até o mês de agosto. A obra vinha sendo planejada desde o ano passado, porque a antiga estrutura já estava deteriorada e oferecia riscos à segurança dos usuários e funcionários da entidade.

Segundo a presidente da Apae Natal, Suely Freire, apesar das várias reformas realizadas na cobertura da antiga quadra, feita de ferro e alumínio, a estrutura estava bastante comprometida pela ação do tempo e poderia, a qualquer momento, oferecer algum tipo de perigo às pessoas. Ela disse que, enquanto a obra da quadra não termina, as atividades tiveram que ser adaptadas para outros espaços dentro do prédio.

“A construtora pediu um prazo de três meses para concluir a obra, que começou no mês passado e a nossa expectativa é que ela seja concluída no prazo. Enquanto isso, tivemos que adaptar as nossas atividades que eram realizadas na antiga estrutura para as salas dentro da sede, o que causou um pequeno desconforto em todos. Mas, felizmente, é por pouco tempo e, em breve, ganharemos um espaço mais amplo e confortável”, explicou .

Suely disse que a nova quadra era um sonho antigo e que, apesar das mães e usuários atendidos pela Apae terem sido informados com antecedência da obra, houve um certo descontentamento. “Principalmente algumas crianças e adolescentes, que, por causa das suas limitações intelectuais, não entenderam direito o que é uma reforma. Acho que eles pensaram que não teriam mais uma quadra, mas hoje estão alegres porque ganharão um novo espaço”, disse.

A Apae Natal atende 547 crianças e adolescentes com limitações intelectuais. No local, eles recebem atendimento clínico, com habilitação e reabilitação e também pedagógico, para aqueles matriculados no sistema regular de ensino, em informática, matemática e também em atividades artístico-culturais como dança, capoeira, coral de vozes e esportivas, como o futsal.

A entidade também conquistou uma importante vitória com o encaminhamento de 22 usuários para o mercado de trabalho potiguar. “São usuários já maiores de idade, que passaram por tratamento desde pequenos. Aliás, quanto mais cedo se começa o tratamento, melhor será o resultado. Temos uma procura muito grande, mas a nossa prioridade são os de baixa renda”, explicou Suely.

Compartilhar:
    Publicidade