Novas imagens revelam 122 objetos no sul do Índico de avião da Malaysia

Novo equipamento, enviado pelos EUA, chegou nesta quarta-feira na cidade australiana de Perth e deve ajudar nos trabalhos de busca

Foto de satélite, mostrando os locais e as coordenadas dos novos objetos relatados pela Agência Sensoriamento Remoto da Malásia (MRSA), no Oceano Índico. Foto foi tirada em 23 de março e divulgada na manhã desta quarta-feira, 26 de março. Foto:Divulgação
Foto de satélite, mostrando os locais e as coordenadas dos novos objetos relatados pela Agência Sensoriamento Remoto da Malásia (MRSA), no Oceano Índico. Foto foi tirada em 23 de março e divulgada na manhã desta quarta-feira, 26 de março. Foto:Divulgação

Novas imagens de satélite revelaram a presença de 122 objetos em uma das áreas de busca do sul do Oceano Índico, onde caiu o voo MH370 em 8 de março, anunciaram nesta quarta-feira as autoridades da Malásia.

As imagens, feitas por um satélite da Airbus, mostram os objetos flutuando em uma zona de 400 quilômetros quadrados, disse o ministro dos Transportes da Malásia, Hishammuddin Hussein.

Em entrevista coletiva em Penang, a cerca de 50 quilômetros de Kuala Lumpur, o ministro explicou que as imagens foram feitas no último domingo pela Airbus Defence & Space.

O ministro explicou que alguns dos objetos têm até 23 metros de comprimento e outros brilham, o que indica que podem ser sólidos, e flutuam a cerca de 2.557 quilômetros ao sudoeste da cidade australiana de Perth.

Seis países, com a Austrália à frente, vasculham hoje essa parte do Índico com sete aviões militares e cinco civis, além do navio australiano HMS Success e do navio quebra-gelo chinês Xue Long (Dragão de Neve).

Hishammuddin afirmou que as autoridades trabalham com quatro pistas. A última, dos 122 objetos, e as outras fornecidas anteriormente por imagens de satélite da Austrália, China e França.

“É imprescindível que possamos vincular os restos com o (voo) MH370, isso nos permitirá diminuir a zona de busca”, disse o ministro malaio.

Nesta terça-feira, as buscas foram suspensas devido ao mau tempo, e foram retomadas nesta manhã.

Em paralelo, dois navios chineses procuram um objeto flutuante de 2 metros visto mais cedo por uma aeronave que participa das buscas pelo avião desaparecido da Malaysia Airlines, disse a agência de notícias estatal Xinhua nesta quarta-feira.

Fonte:Terra

Compartilhar:
    Publicidade